Agora parceiros civis poderão oficialmente casar na Irlanda no Norte, o governo confirmou que a lei estará  em vigor a partir do dia 7 de dezembro. Tal ato marca uma grande jornada de lutas por igualdade dentro do país, enquanto a Inglaterra e Escócia tiveram suas leis apuradas em 2014, a Irlanda do Norte teve que esperar até 2019 com a aprovação da união civil.

Primeiro casamento homoafetivo
reprodução: The Guardian

A lei foi aprovada pelo parlamento do Reino Unido, enquanto o governo da Irlanda passava por um hiato. Depois que o casamento foi aprovado, o governo realizou e debateu em um comitê e decidiu todos os direitos que esses casais deveriam ter e estipulou 3 anos para a aprovação do documento legalizando a conversão.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Governadores do Reino Unido defendem o casamento e reforçam a igualdade de direitos

O governador e ministro Robin Walker declarou: “É certo que agora todos os casais na Irlanda do Norte tenham acesso às relações jurídicas, direitos legais e proteção, assim como qualquer cidadão do Reino Unido”, divulgou o GayStarNews

VEJA TAMBÉM:  Para agradar evangélicos e prejudicar famílias LGBTs, Bolsonaro quer mudar documento brasileiro

Parabéns pela conquista!