Dois homens gays que viviam juntos em Malta foram baleados em sua própria casa na semana passada. Christian Pandolfino e Ivor Maciejowski foram encontrados já sem vida em sua residência em Sliema na última terça-feira, 18 de agosto.

Segundo informou a OUT Magazine, a polícia agora procura por três pessoas vistas pelas câmeras de segurança deixando a residência, bem como um motorista suspeito em um veículo à espera.

Amigos dos dois homens contaram ao Times of Malta que Pandolfino foi jantar com a família que o visitava do Reino Unido e deixou o restaurante mais cedo pra voltar pra casa. Quando a família também voltou para a residência naquela noite, os dois já estavam mortos.

Pandolfino e Maciejowski eram bem conhecidos da comunidade LGBT local, membros do clube de praia MedAsia Playa. Ambos eram fisiculturistas dedicados. Pandolfino era médico e regressou a Malta depois de vários anos trabalhando como bancário no Reino Unido, além de ser acionista da Art Décor Properties and Interiors.

Já Ivor Maciejowski era um cidadão britânico de ascendência polonesa, negociante de arte contemporânea e possuía uma galeria online sediada no Reino Unido chamada Thank You Editions, que fechou no ano passado.

Os dois tinham uma extensa coleção de arte em casa e costumavam compartilhar fotos no Instagram. Embora muitos possam achar que suas mortes – ainda sem conclusão das investigações – foram resultado de um crime de ódio homofóbico, Malta Pride, um grupo LGBTQ + local, especulou que o crime pode ter sido simplesmente “um assalto fracassado” e alertou para pessoas saberem do que se trata antes de tirarem conclusões precipitadas sobre o crime.

“Eles foram muito gentis comigo quando os atendi todas as vezes que conversamos e conversamos sobre coisas boas”, relembrou o conhecido do casal, Steph Spiteri. no Facebook.

Outro amigo lamentou a perda, mas também lembrou a importância da polícia localizar ps assassinos do casal. “Que mundo triste”, observou Keith Caruana no Facebook. “Vamos torcer para que o agressor seja pego e passe pelo inferno”, disse um outro conhecido do casal.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).