Um casal gay polonês viajou ao Vaticano com uma mensagem simples para o Papa Francisco: Socorro!

A jornada dos YouTubers e ativistas LGBT+, Jakub e Dawid Mycek-Kwiecinski, acontece em um momento em que a homofobia parece estar saindo de controle na Polônia, que elegeu um representante homofóbico de extrema-direita. Os dois querem dar visibilidade ao envolvimento dos líderes católicos poloneses em incitar esse ódio.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Para tanto, o casal levou uma Bandeira do Orgulho LGBT + com a palavra “HELP” (Ajuda) escrita. Ela vem sendo exibida enquanto Francisco conduz as orações do Angelus de sua varanda no Vaticano. Eles voltaram à Praça de São Pedro várias vezes durante a última semana para realizar o ato na tentativa de chamar a atenção do líder máximo da Igreja Católica, conforme noticiado pelo portal Gay Star News.

Jakub and Dawid Mycek-Kwiecinski in St Peter's Square.

Eles disseram à reportagem local: “Os bispos poloneses nos chamam de pedófilos. Dizem que somos uma doença e até que COVID_19 é um castigo para o mundo pelos pecados LGBT”, alertando sobre a conduta de líderes religiosos homofóbicos e suas implicações em mais estigma e preconceito na sociedade”.

VEJA TAMBÉM:  Expulso de casa por ser gay, jovem conta com ajuda de amigos pra pagar a Universidade

“Acreditamos que todas essas ações não estão de acordo com os ensinamentos do Papa Francisco. Então, fizemos isso para encorajá-lo a agir.”

Jakub and Dawid Mycek-Kwiecinski holding hands in the Vatican.

Eles também lembraram o confuso histórico de Francisco em relação a apoiar os LGBTs: “O Papa tem um histórico misto em questões LGBT +. Ele disse a famosa frase que não julgaria gays. No entanto, ele também acredita que o casamento entre pessoas do mesmo sexo ‘desfigura’ a sociedade e que as pessoas trans são como ‘armas nucleares’”.

O nível de ódio à população LGBT na Polônia tem aumentado desde o início de 2019.  Só pra se ter uma ideia de acontecimentos recentes:

  • Este mês, grupos LGBT+ e homofóbicos se enfrentaram em manifestações em Varsóvia.
  • Ativistas LGBT + também protestaram depois que a polícia realizou prisões em massa de vários ativistas LGBTs.
  • Nos últimos dois anos, o governante Partido da Lei e da Justiça (PiS) atacou pessoas LGBT + em campanhas eleitorais para fortalecer seu apoio populista.
  • Cerca de 1 terço da população chegou a declarar em uma pesquisa que gostariam de ser uma “zona livre de LGBTs”.
VEJA TAMBÉM:  Ator Pedro Henrique Müller perde seguidores ao postar fotos com o namorado

De fato, os direitos LGBT + se tornaram um importante campo de batalha nas recentes eleições presidenciais. A vitória na eleição do atual presidente anti-LGBT +, Andrzej Duda, deixou muitos com medo de não haver esperança e muitos que podem, estão deixando o país.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).