Gabriel Roman e seu namorado, Christopher Huizar, estavam curtindo uma noite com amigos quando foram abordados na rua ao voltar para casa, por um homem descontrolado gritando insultos homofóbicos. O incidente aconteceu em Dallas, nos Estados Unidos, na meia noite do último domingo (29).

Em questão de segundos, o agressor apunhalou os dois com uma faca enquanto eles tentavam fugir. Ambos acabaram hospitalizados e com ferimentos graves.

Christopher acredita que o que provocou o homofóbico foi o fato de ambos estarem simplesmente andando de mãos dadas: “Havia sangue por toda parte. lembro de estarmos correndo dele quando me dei conta ao olhar para a minha mão e ver tudo ensanguentado!”, disse ele.

No momento, o casal temia pela vida: “Estava pensando: ‘Meu namorado vai morrer'”, acrescentou Christopher.


Assista também:


Gabriel e Christopher, casal agredido por andar de mãos dadas.

De acordo com o Fox31, os dois estavam há apenas alguns quarteirões de casa quando o homem surgiu do nada: “Lembro dele me puxando de repente e de ser então esfaqueado nas costas”, lembrou Gabriel.

Ambos foram hospitalizados e já não correm risco de morte, mesmo com Gabriel sofrendo profundas facadas nas costas e nas mãos. Já seu namorado, Christopher sofreu cortes na garganta.

O casal foi hospitalizado e felizmente já não corre risco de morte.

A polícia de Denver conseguiu capturar o agressor, que já está preso preventivamente enquanto acontecem as investigações e julgamento.

Para o casal entretanto, mesmo que justiça seja feita, a ferida é mais profunda que as cicatrizes. Ser atacado em seu bairro os obrigou a olhar para a comunidade sob uma luz nova e assustadora.

“É muito mais profundo do que apenas o dano físico”, disse Roman. “É claro que estamos aliviados que esse cara foi pego ou o que for, mas ainda fica a pergunta na cabeça: Quem mais pode estar por aí que age assim?”

”Mesmo assim, isso não vai me impedir de ser quem eu sou ou demonstrar afeto pelo meu namorado, de qualquer forma, eu definitivamente serei mais cauteloso”, acrescentou Roman.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).