Will Oliveira e Marcelo andavam felizes da vida pelo casamento que decidiram realizar oficializando sua união em breve.

Mas no caminho dos preparativos para o cerimônia, eles afirmam terem passado por uma infelicidade que só casais LGBTs correm o risco de passar. O indesejável incidente homofóbico, segundo relato dos próprios nas redes sociais, teria se dado na loja Tutto Uomo, que fica no bairro Anália Franco na cidade de São Paulo.

“Como de costume, fui na loja com meu companheiro Guti Marcelo, assim como todos os casais que decidem casar e vão experimentar as roupas. Chegando na loja, o pai da dona perguntou se eu precisava de alguma coisa. Agradeci e disse que já haviam me atendido, avisando que estava ali apenas esperando meu NOIVO”, relatou Will em seu Facebook.

Pronto. Conforme afirmou noivo, foi o suficiente para o casal sofrer agressões verbais e humilhações pelo dono da loja, que pediu que os dois descessem um andar e aguardassem na recepção.

Não adiantou a distância. Do andar de baixo, Will diz ter ouvido o dono da loja aos gritos com sua filha, que trabalha na loja, constrangendo não somente o casal, mas outros clientes presentes ao dizer frases como: “Já te disse que não aceito esse tipo de cliente em minha loja! Prefiro ficar sem do que atender esses gays!!”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Will e Marcelo: expulsos de loja por homofobia.

Ainda conforme o relato, a filha tentava pedir para o pai falar baixo, ao que ele dizia: “Essa loja ainda é minha!!” e recomendava que os expulsasse dali.

Will se disse extremamente constrangido e humilhado pela situação que passou com seu noivo em público. Sem jeito, a filha do dono veio ao casal teria pedido desculpas dizendo que “seu pai é homofóbico mesmo”.

“Eu e o Marcelo estamos arrasados. (…) Mas Deus sabe de todas as coisas e ele viu, tenho certeza que não deixará esse constrangimento impune. Marcelo já estava experimentando a roupa e eu já tinha até escolhido. Foi extremamente deselegante, sem contar que nos deixou bem abalados. Só sabe o que é isso, quem passa e faz parte de uma minoria. Não é fácil”, concluiu a vítima no post em seu Facebook.

Após serem orientados a buscar justiça, pois nenhum casal de qualquer orientação sexual deve passar por tamanho constrangimento, Will e Marcelo decidiram registrar Boletim de Ocorrência na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância.

“Não podemos ficar calados diante dos preconceitos e pessoas com discursos homofóbicos. Se hoje eu conseguirei casar com meu companheiro é porque muitos outros gays lutaram lá atrás e muitos até morreram, afinal o Brasil é um dos países que mais matam homossexuais. Tem quem diga pra deixar pra lá, mas apesar de confiar em Deus, existem as leis da terra e os juízes e advogados estão aqui para nos apoiar”, disse Will em seu post com foto na delegacia.

Após a péssima repercussão do post nas redes sociais, a loja Tutto Uomo veio a público se desculpar emitindo uma nota de repúdio ao ato. Veja abaixo:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).