Um casal gay do Reino Unido, Nathan Maynard-Ellis e David Leesley, foi considerado culpado por assassinar, esquartejar e despejar o corpo de uma mulher lésbica ano passado. A vítima, Julia Rawson, teria os conhecido durante maio de 2019 em um bar localizado na cidade de Dudley, logo em seguida, a vítima foi convidada para o apartamento do casal onde foi vista pela ultima vez através das câmeras de segurança.

Casal acusado de assassinar mulher
Nathan Maynard-Ellis e David Leesley (Foto: West Midlands Police)

O apartamento do casal foi descrito no julgamento como um “show de horrores”, tinha armas, machados, repteis empalhados e mascaras caseiras. Um dos promotores afirmou no julgamento que Nathan Maynard-Ellis teria fascínio por assassinatos e abuso sexual de mulheres.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Apartamento do casal
Apartamento de Nathan Maynard-Ellis (Foto: West Midlands Police)

Antes de admitir a culpa, Maynard-Ellis tentou se defender e alegou ter agido em legítima defesa, que logo foi desmentido por terem encontrado sinais de abuso sexual na autópsia da vítima. “A morte dela teve um impacto devastador sobre nós, a mutilação de seu corpo e a maneira insensível como seus restos mortais foram espalhados nos revoltou”, declarou a promotoria. De acordo com o Out, o caso aguarda a sentença definitiva do casal

VEJA TAMBÉM:  Mulher trans é morta brutalmente dentro de sua própria casa em São Paulo
Julia Rawson, vítima do casal
Julia Rawson, vítima de Nathan Maynard-Ellis e David Leesley (Foto: West Midlands Police)