Tem gente que ainda não entendeu que ser LGBTfóbico em 2020 é crime, né? Um deles é o ex-integrante do finado programa Pânico, o humorista Carlinhos Mendigo.

O Grupo Aliança Nacional LGBTI+ entrou com uma queixa-crime contra ele por transfobia. Isso porque na última quinta-feira (30), o humorista publicou em seu Instagram que preferia ser órfão do que ser filho de uma mulher operada, se referindo a Thammy Miranda.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Na publicação ele ainda afirmou que não existe amor real entre pessoas LGBTs porque, segundo ele entende, Deus deixou escrito a forma correta de sentir o amor e dá-lo. Sim, é só mais um preconceituoso usando a bíblia pra expressar seus preconceitos e se esquecendo das máximas “amar ao próximo” e “não julgar”, além de várias outras passagens da bíblia (como a que proíbe comer frutos do mar e carne de porco, fazer a barba e tantas outras contradições de Carlinhos).

VEJA TAMBÉM:  Budweiser é criticada após apoiar homofobia de internauta; entenda

Pouco antes dos posts lgbtfóbicos, Carlinhos ainda perdeu seu Instagram. Segundo o portal Na Telinha, o perfil foi derrubado pela Justiça de SP por ter descumprido medida protetiva da ex, Aline Hauck.

O ativista LGBT Agripino Magalhães falou sobre o processo que o Grupo Aliança Nacional LGBTI+ move contra Carlinhos agora: “A campanha da Natura gerou um debate. Vi muitas pessoas parabenizando o Thammy por ser um pai presente, que cuida e ama o filho, diferentemente de outros que engravidam as mulheres e as deixam para lá. No debate, as pessoas tentam entender o que é melhor. Pelo menos uma parte não vai ter mais preconceito. A Natura vai vender muito mais”.

“A Justiça já está sendo feita. A derrubada do Instagram do homofóbico e transfóbico Carlinhos Mendigo, já é uma vitória. Menos um Instagram para disseminar ódio nas redes sociais”, comemorou o ativista.

VEJA TAMBÉM:  Entregue pela própria família, gay fugitivo da Chechênia é capturado aos gritos na Rússia
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).