Um jovem de 19 anos de idade que vivia na cidade indiana de Chennai morreu por suicídio na última quarta-feira (3 de julho).

No dia anterior, Avinshu Patel, conhecido como Avi, escreveu um post no Facebook detalhando o abuso homofóbico que sofreu.

“Todo mundo sabe que eu sou um menino, mas o jeito que eu ando, penso, sinto, converso … é como mais feminino. E as pessoas que vivem na Índia não gostam disso”, escreveu ele.

“Todo mundo me odeia pela minha natureza”, concluiu o jovem.

Ele ainda relatou o bullying sofrido por seus colegas, pediu desculpas à sua família e para que as pessoas não divulgassem informações erradas sobre ele.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A suspeita de sua morte se deu quando ele não apareceu para trabalhar na segunda-feira no salão de cabeleireiro onde trabalhava. “Ele era o estagiário mais brilhante do grupo. Foi um choque.”, disse seu chefe ao jornal The News Minute.

A Índia descriminalizou relações homoafetivas no ano passado, ainda assim, maior parte da sociedade não aceita cidadãos LGBTs. A luta agora é por respeito e aceitação.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).