Um cabeleireiro gay, admirador de Trump, acessou o Twitter para se gabar de ter cometido atos de sedição durante a invasão criminosa ao Capitólio.

Kristopher Dreww, morador de Huntington Beach, Califórnia, está nas redes sociais com o nick “Adorável Deplorável” (dá pra ver) e mantém um podcast semanal de extrema direita. Dreww postou um vídeo se gabando de ter invadido o Capitólio no ataque que deixou cinco pessoas mortas.

“Acabei de voltar de um ataque ao Capitólio”, diz Dreww no vídeo. “Foi um sucesso. Para todas vocês, vadias enlouquecidas no Facebook, dizendo que não éramos nós, éramos nós. Nós orgulhosamente retomamos nosso Capitólio”.

Um comentário do cabeleireiro gay sobre a Antifa desmascara as teorias da conspiração nas redes sociais e na Fox News de que o ataque foi perpetrado pela Antifa, não pelos apoiadores de Trump.

“Só estou no hotel para colocar alguns equipamentos, vou voltar, baby”, continuou ele. “Eles trouxeram a Guarda Nacional, e essas merdas. Tínhamos os malditos policiais fugindo de nós. Não porque sejam umas vadias, mas porque são espertos”.

O cabeleireiro gay então encoraja os espectadores a invadir os edifícios do Capitólio de seus estados individuais. “Eu quero que isso goteje”, diz ele. “Eu quero que cada pessoa que está assistindo pense sobre isso. Vá para o Capitólio em seu Estado. Você merece, e seu Estado merece”.

O vídeo se tornou viral após o ataque ao edifício do Capitólio, levando o The Orange County Register a entrar em contato com Dreww para comentar. Na entrevista, o podcaster adotou um tom decididamente diferente.

Cabeleireiro gay diz estar arrependido

“Estou com medo”, disse ele ao jornal. “Temo por minha vida. Lamento não ter feito minha pesquisa e não saber o porquê as pessoas estavam lá. Estou orgulhoso de termos retomado nossa casa, mas pensei que a tivéssemos de volta pacificamente”.