Em entrevista a Mariana Godoy, o deputado Jair Bolsonaro (PSC/RJ) afirmou: “A maioria dos gays vota em mim”. Será? O coletivo #VoteLGBT, que se dedica a campanhas pontuais especialmente durante as eleições, possui dados que comprovam o contrário, pra não dizer o óbvio.

O coletivo fez uma pesquisa na Caminhada de Mulheres Lésbicas e Bissexuais de São Paulo e nas Paradas do Orgulho LGBT de São Paulo e Belo Horizonte deste ano e perguntou em quem as manifestantes pretendiam votar nas próximas eleições a presidente. Nenhuma das presentes à Caminhada citou Bolsonaro e apenas 0,9% das pessoas entrevistadas em São Paulo e 1,2% em BH mencionaram o deputado.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Outros dados interessantes revelados pela pesquisa foram:

-> Paradas são festas políticas: Em pesquisa com frequentadores das parada de SP e BH, 79,0% e 85,6%, respectivamente, afirmaram estar na manifestação por motivações políticas (defender direitos e apoiar a causa). Além disso, os eventos também são reconhecidos como espaços de celebração da diversidade, já que 57,7% em SP e 66,1% em BH foram às paradas para se divertir.

-> Paradas são de esquerda: 45,8% em SP e 43,0% em BH se disseram de centro esquerda ou esquerda. Na caminhada de Mulheres Lésbicas e Bissexuais de SP o número é ainda maior, 82,7%.

VEJA TAMBÉM:  Bolsonaro exclui redes sociais de HIV/Aids do Ministério da Saúde da Internet

-> LGBTs e os direitos humanos: Enquanto as pautas LGBTs gozam de unanimidade de aprovação nessas manifestações, o mesmo não acontece com outras pautas de direitos humanos. Apesar de mais populares nesse grupo que na população do Brasil, questões como aborto e cotas raciais encontram maior resistência. A redução da maioridade penal é aprovada por 45,3% em SP e 49,1% em BH.

-> É unânime: 79,3% dos frequentadores da parada de SP e 73,4% da parada de BH acham que os políticos não representam os interesses da população LGBT.

-> Mas vou votar: 82,5% em SP e 91,7% em BH concordam que com certeza vão votar em quem defende direitos LGBT.

VEJA TAMBÉM:  Após eleição, eleitores de Bolsonaro oferecem prêmio pra quem “caçar viado”

-> Em baixa: Os possíveis candidatos do PSDB para as próximas eleições presidenciais estão em baixa entre os entrevistados. Em SP, Doria com 8,5% das intenções de voto e Alckmin com 1,4%, estando a frente apenas de Bolsonaro, com 0,9%. Em BH a rejeição se confirma: Doria aparece com 3,1% das intenções de voto e Alckmin com apenas 0,2%, sendo o último colocado entre as opções disponíveis.

Os resultados completos da pesquisa você pode acessar aqui: VoteLGBT.org 

Para ver a entrevista do deputado a Mariana Godoy: clique aqui

VEJA TAMBÉM:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).