Uma medida bizarra está fazendo com que Bermudas se torne o primeiro lugar do mundo a proibir o casamento homoafeitvo logo após liberá-lo.

No ano passado, a Suprema Corte do país garantiu a legalização da união entre pessoas do mesmo sexo no país. Acontece que agora, o governador Jon Rankin aliado à Câmara e Senado do país revogaram a decisão da Suprema Corte e simplesmente revogaram a legalização, proibindo novamente o casamento gay no território.

Segundo John, esta é uma maneira de “equilibrar” o jogo e também dar voz à sociedade conservadora. Sendo assim, agora, casais gays de Bermudas não tem mais os mesmos direitos de união que um casal hétero, embora possam ter acesso aos mesmos direitos civis na justiça.

Winston Godwin e Greg DeRoche foram o primeiro casal gay a ter união legalizada no país. Acabaram de perder o direito.

O retrocesso obviamente foi criticado por organizações de defesa dos direitos humanos e grupos de ativistas LGBTs do país: “O governador Rankin e o parlamento de Bermudas vergonhosamente transformaram Bermudas no primeiro território nacional do mundo a repelir a igualdade no casamento”, afirmou Ty Cobb, diretor da ONG Human Rights Campaign Global.

Joe Gibbons, de 64 anos, homem gay e um dos primeiros a legalizar sua união do país foi um dos prejudicados com a medida:”Eu me sinto enormemente desapontado”, comentou. “Isso não é igualdade e o governo britânico obviamente apenas disse: esta luta não é nossa”.


Veja também:


Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).