A rapper norte-americana Azealia Banks teve seu Twitter suspenso de novo! Desta vez por um episódio terrível de transfobia onde ela atacou cirurgias de redesignação sexual realizadas por pessoas trans.

Na última terça-feira (13 de outubro), Azealia Banks entrou no Twitter para dizer que acredita que os agricultores devem ser priorizados para um pacote de estímulo de Trump durante a pandemia COVID-19. Mas de forma surpreendente, ela conseguiu unir o cu e a calça, transformando seu ponto de vista político sobre agricultores em um ataque de transfobia completamente gratuito.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

No tweet, ela escreveu: “TEM QUE CANCELAR TODOS ESSES DIREITOS DE SAÚDE TRANSGÊNERO DE LUXO E REDIRECIONAR ESSESS FUNDOS DE CASTRAÇÃO PARA OS AGRICULTORES LATINOS QUE TRABALHAM PRA ALIMENTAR NESTA CRISE”

E a transfobia continuou: “ELES SIM MERECEM ACESSO A TRATAMENTOS MAIS DO QUE QUALQUER UM DE VOCÊS TRANS COM SEUS IMPLANTES MAMÁRIOS E HORMÔNIOS DE MERDA!”

Em outro tweet, Azealia Banks afirmou que a cirurgia de redesignação sexual seria o mesmo que qualquer cirurgia estética para mulheres cis. Em suas palavras totalmente sem empatia e noção, cirurgias para pessoas trans seriam um luxo que não deveria ser coberto pela saúde.

VEJA TAMBÉM:  Citigroup, Banco Alemão e Goldman Sachs também anunciam boicote a Brunei

“QUEM SE IMPORTA?!”, tuitou ela. “Suas enxadas querem assistência médica gratuita para pagar por implantes mamários sob o pretexto de dismorfia corporal, mas uma mulher cis gênero [sic] não pode argumentar que ela está desconfortável com o tamanho de seus seios / rosto e TAMBÉM recebe procedimentos de cirurgia plástica de luxo grátis?”

Ela ainda acrescentou: “CHEGA DESSES IDIOTAS! ISSO É RIDÍCULO!”. Difícil de acreditar, né? Mas veja os prints das postagens transfóbicas da cantora abaixo:

Até o momento seu Twitter se encontra suspenso, tendo suas atividades paralisadas desde os comentários transfóbicos.

Azealia Banks tem Twitter suspenso (Foto: Reprodução / Twitter)
Azealia Banks tem Twitter suspenso (Foto: Reprodução / Twitter)

Não é de hoje que Azealia Banks ganhou fama por ofensas gratuitas no Twitter, embora ela já tenha dito que não pode ser considerada homofóbica porque se identifica como bissexual.

VEJA TAMBÉM:  Motorista que cuspiu em ciclista e chamou de 'gay' é preso após DNA de saliva

Bem antes deste episódio de transfobia, em maio de 2016, a cantora foi suspensa do Twitter por lançar horríveis abusos racistas e homofóbicos contra o ex-membro do One Direction, Zayn Malik. Ela na ocasião o chamou de “bicha”, “cavaleiro de pintos”, dentre outras ofensas e acrescentou: “Sua mãe é uma refugiada suja, que não receba asilo.”

Azealia Banks também chamou o blogueiro Perez Hilton de “bicha”, alegando que a instituição de caridade LGBT GLAAD eram “prostitutas da mídia” sem “integridade”, antes de se despedir de seus fãs gays no ano passado após um discurso homofóbico em que atacava gays que usam PrEP.

Vale lembrar que a PrEP é o método mais efetivo na prevenção contra o HIV e tem feito os números de novos casos do vírus caírem drasticamente em todos os lugares onde é adotada como medida de prevenção.

VEJA TAMBÉM:  Recife recebe a 6ª Semana Nordestina da Visibilidade Trans

A rapper disse anteriormente que não se desculparia por seus discursos homofóbicos e, em uma ocasião, quando questionada sobre seus pontos de vista, ela disse: “Mesmo que eu seja homofóbica … o que tem demais? [sic] Eu ainda ganho mais dinheiro do que você.”

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).