O ator pornô gay Teofil Brank, mais conhecido artisticamente como Jarec Wentworth, da produtora de filmes adultos gays Sean Cody, foi libertado da prisão depois de cumprir quatro anos em regime fechado por chantagear e extorquir um empresário americano filiado ao partido republicano.

Mas como se deu sua prisão?

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Tudo começou quando Brank iniciou um relacionamento com o empresário republicano Donald Burns e a estrela dos filmes adultos o chantageou por milhares de dólares.

Durante anos, campanhas republicanas de políticos americanos como Mitt Romney a Rudy Giuliani renderam milhões aos bolsos de Burns.

Mas depois que Burns conheceu Brank pagando por sexo, tudo mudou até que ambos entraram em um relacionamento. O empresário rico pagava por sexo com Brank antes de contratar o ator para recrutar outros homens dispostos a fazer sexo com ele também.

Imagem relacionada
Brank e Donald Burns.

Brank recebia uma comissão de US $ 2.000 por cada homem que trouxesse para Burns.

VEJA TAMBÉM:  Morte de ator pornô Roman Heart é descoberta 1 ano depois através de colega de profissão

No entanto, cerca de dois anos após o acordo, Brank ameaçou expor Burns publicamente e exigiu US$ 500.000 em dinheiro, além de receber o carro esportivo Audi de Burns avaliado em cerca de US$ 100.000.

Burns concordou rapidamente com essas condições, mas foi aí que Brank enviou mais demandas: acesso ao seu apartamento no centro de Los Angles e cerca de um milhão de dólares.

Enquanto Burns aparentemente concordou com a segunda leva de chantagens, na realidade já havia decidido contar tudo ao FBI que soube do histórico de extorsões e chantagens do ator pornô.

Após uma operação em conjunto, o ator pornô acabou sendo preso em uma cafeteria do Starbucks. Burns acabou tendo sua vida exposta, mas se livrou do chantagista.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).