O atleta espanhol do polo aquático, Victor Gutiérrez, denunciou em seu perfil no Twitter um ataque homofóbico sofrido durante uma partida oficial. Segundo o jogador, ele foi chamado de “maricón” (viado) por repetidas vezes. O ataque ocorreu no último sábado (17) e partiu do jogador sérvio Nemanjá Ubovic, do Club Natació Sabadell.

“É lamentável que esses comportamentos ocorram em ambientes esportivos e que também fiquem impunes. Depois de horas e de não ter recebido nenhum pedido de desculpas do jogador, decidi não proteger a pessoa que me insultou ontem”, denunciou o atleta em um post no Twitter.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

No final da partida, ele avisou o árbitro sobre o ocorrido, mas o juiz afirmou que não havia ouvido o insulto e que não poderia fazer mais nada. Victor Gutiérrez tornou sua sexualidade pública em 2016, sendo o primeiro jogador de uma aquipe esportiva coletiva a falar publicamente sobre o assunto na Espanha. Ele é membro da seleção nacional espanhola de polo aquático. e jogador do Club Nation Terrassa.

VEJA TAMBÉM:  Jogador de rúgbi Kurt Capewell revela: "Fui levado a fazer pornô gay quando jovem"

“Eu ficaria muito bravo se a Federação desviasse o olhar e não tomasse nenhuma providência quanto a isso. Esses comportamentos não estão de acordo com os ideais do esporte e da convivência na Espanha.”, conclui o jogador.

Atleta do polo aquático sofre homofobia durante partida: "v*ado"
Atleta do polo aquático sofre homofobia durante partida: “v*ado” (Foto: Reprodução / Instagram)