Um grupo ativistas LGBTs idosos marcharam pra comemorar o 50º aniversário da Frente de Libertação Gay de Londres.

A Frente de Libertação Gay se formou em 1970 e durou até 1974. Foi um dos movimentos históricos e que deu origem aos pedidos de Direitos LGBTs no Reino Unido.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Na marcha comemorativa em 2020 eles usavam placas pedindo Direitos LGBTs no Reino Unido e pelo mundo. Dentre suas solicitações, estavam:

  • Que o Reino Unido pare de deter e deportar requerentes de asilo LGBT+ em seu território.
  • Deixar as pessoas definirem seu próprio gênero.
  • Educação LGBTI+ obrigatória em todas as escolas.
  • Que a religião tire seu alvo de pessoas LGBTs e mulheres.
  • Mais solidariedade com vidas negras e pessoas LGBTs de cor em todo o mundo.

GLF veterans marching.

Muitos de seus fundadores já faleceram, mas 40 apoiadores se juntaram a dúzia de veteranos respeitando distanciamento social durante a marcha.

VEJA TAMBÉM:  Travestis vão cumprir pena em prisão feminina, determina ministro do STF

“Juntar-se a outros grupos oprimidos é a única maneira de trabalhar em direção a mudanças reais. Os direitos podem ser facilmente retirados novamente. Libertação deve significar liberdade, incluindo liberdade sexual, para todos”, disse Nettie Pollard de 70 anos.

Já Andrew Lumsden, de 78 anos, lembrou que a questão da visibilidade continua sendo importante e que embora no Reino Unido a situação esteja mais evoluída, eles precisam marchar por países que ainda não tem a mesma realidade: “Pensamos em LGBTs em Hong Kong, Polônia, Chechênia, Brasil e Indonésia, que buscam dignidades que não devem ser negadas a ninguém.”

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).