A ativista trans Amanda Marfree, de 35 anos, morreu de coronavírus na madrugada desta terça-feira (23). A informação foi confirmada por amigos da vítima.

Amanda trabalhava Centro de Referência e Defesa da Diversidade em São Paulo e se preparava para concorrer à vereadora de São Paulo pelo coletivo DiverCidade SP (PSOL). A ativista ficou conhecida também por ser uma das primeiras alunas trans a se formar no ensino médio com o apoio do projeto Transcidadania, da prefeitura de São Paulo.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Sentimos que estamos ameaçadas a todo instante. E um presidente que insinua golpes militares, classifica antifascista como terrorista e exalta figuras do nazismo é uma ameaça para nós”, afirmou Amanda sobre as atitudes do presidente Bolsonaro em meio a pandemia de Covid-19, em entrevista ao jornal Estadão.

Durante a pandemia, Amanda distribuía cestas básicas para pessoas trans em situação de vulnerabilidade. 

“Eu estou arrasado com essa partida inesperada, e queria muito poder me despedir adequadamente, mas tenho em mim todos os sorrisos que demos”, disse em rede social o amigo da ativista, Léo Paulino.

VEJA TAMBÉM:  Influenciador que negava que coronavírus existe morre de Covid-19

View this post on Instagram

É com muita tristeza que comunicamos a todes o falecimento da Amanda Marfree na madrugada deste dia 23/06/2020. Travesti, militante, guerreira, afetuosa e um ser humano cheio de luz. Amanda estava em campanha, que ajudou muitas travestis prostitutas na região do Parque do Carmo, doando cestas e aqué pras monas, em tempos de pandemia. Também era uma militante de fronte nas questões de HIV/AIDS e outras IST's. Amanda trabalhava no Centro de Referência e Defesa da Diversidade (região do Arouche) como articuladora. Ela morreu ajudando. Ela morreu fazendo aquilo que poucas pessoas estão dispostas a fazer: ir até às pessoas travestis e mulheres transexuais da base e fortalecer. É nisto que acreditamos e é assim que será lembrada. Fica nossos pêsames aos familiares, colegas de trabalho e amigos mais próximos. Descanse em paz guerreira, tombada pelo novo coronavírus.

A post shared by Coletivo Arouchianos (@arouchianos) on

Apenas nas últimas 24h foram mais 1.374 mortes confirmadas de coronavírus. Com as novas vítimas, Brasil chega 52.645 óbitos até esta quarta-feira (24). O país possui 1.145.906 infectados, 39.436 apenas nas últimas 24h. Em São Paulo são 224.475 infectados e 13.068 mortes.