Nem só de banheiras de Nutella, cabelos coloridos e amoebas vive o Youtube. Felizmente, né?

Pois um dos grandes exemplos de quem sabe aliar conteúdo e entretenimento, e mesmo assim manter grandes números de visualizações é o youtuber Felipe Castanhari.

Na contramão de maior parte dos influenciadores do público jovem, são muitos os vídeos em que ele traz conteúdo relevante e informações preciosas de maneira descontraída cativando o público, e principalmente, educando e fazendo refletir sem ser chato ao mesmo tempo.

Aliás, vale assistir cada um de seus vídeos, como por exemplo, um em que ele conta a História do Brasil, a biografia de Michael Jackson, a bolha social em que cada um vive, dentre muitos outros. Tipo de canal que vale ligar o sininho da notificação porque cada postagem é como um soco no estômago necessário em um país onde há tão pouco incentivo a educação e a leitura, com uma população tão ignorante.

Enfim. Um exemplo recente e que vale ser assistido, compartilhado e mostrado à exaustão por aí – senão se tornar obrigatório como material do MEC mesmo – é o vídeo em que, em pouco mais de 10 minutos, o youtuber conta como funciona a corrupção no Brasil de maneira bastante didática.


Assista também:


Vivemos em um dos países líderes em corrupção no mundo e seria importantíssimo que cada brasileiro entendesse pelo menos o básico disso.

Claro que, em poucos minutos é possível apenas ensinar superficialmente como funcionam muitos dos esquemas possíveis de corrupção praticados pelos nossos políticos, e que prejudicam nosso nosso país praticamente desde que ele existe. Mas vale muito a pena assistir e sair mais informado e consciente de que, neste minuto você está sendo roubado, como já alerta Castanhari logo ao início do vídeo que você não só pode como deve assistir e compartilhar:


Veja também:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).