Torturada e assassinada em fevereiro de 2017 em um crime ocorrido em Fortaleza que chocou a Internet pelo registro em vídeo, cinco dos oito acusados de assassinarem a pauladas e agresões a travesti Dandara dos Santos, foram condenados.

Todos os réus julgados foram considerados culpados por por assassinato qualificado de motivo torpe, meio cruel e sem chance de defesa para a vítima. Entretanto, as penas foram diferentes e de acordo com o envolvimento de cada um no crime.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Condenado por ter atirado em Dandara, Francisco José Monteiro de Oliveira pegou 21 anos de prisão. Já Jean Victor Silva Oliveira teve 16 anos de prisão decretados por espancar Dandara com uma tábua. Rafael Alves da Silva Paiva também pegou 16 anos mas por ter agredido a vítima com chutes, enquanto Francisco Gabriel dos Reis levou 16 anos por chineladas e Isaías da Silva Camurça 14 anos e 6 meses de prisão pelas ofensas proferidas além de ter incentivado o ataque.

VEJA TAMBÉM:  Homem que se passava por dona de casa pra transar com héteros é preso

À Justiça, todos os envolvidos confessaram o crime, mas negaram que tivessem a intenção de matar Dandara. (???)

Proferida a sentença, as defesas de Rafael e Jean afirmaram que vão recorrer da decisão por considerarem a pena elevada, justificando que a agressão dos dois não foi determinante para a morte de Dandara. (???)

Ao todo, doze pessoas foram acusadas de envolvimento no crime. Outros quatro menores de idade acusados de envolvimento no crime estão em prisão socioeducativa. Já outros dois encontram-se foragidos e um conseguiu se livrar do julgamento por falta de provas.


Veja também:


Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).