Cristian Cravinhos, um dos assassinos do casal Manfred e Marisa von Richthofen, teve um romance gay na prisão, revela biografia.

De acordo com a Época, a obra sobre Suzane Von Richthofen, escrita pelo jornalista Ullisses Campbell, contará detalhes sobre o caso. O livro deve ser lançado no início do ano que vem.

Suzane chegou a  entrar com uma ação para proibir o lançamento do livro, alegando “direito ao esquecimento”, mas o Tribunal de Justiça de São Paulo indeferiu o pedido. Ela era namorada do irmão de Cristian, Daniel Cravinhos.

O autor da obra ouviu 136 pessoas em três anos e o início do livro contará spbre a época em que Suzane conheceu os irmãos Cravinho, em 1999.

Após o crime, em 2006, Suzane e Daniel foram condenados a 39 anos de prisão e Cristian a 38 anos. Em 2013, ele foi para o regime semiaberto e para o aberto em 2017. No entanto, em 2018, foi novamente condenado a quatro anos e oito meses por corrupção ativa.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA: