A jornalista Marvia Malik, de apenas 21 anos, está chamando atenção no Paquistão por ser a primeira mulher transgênero a se tornar âncora de um telejornal na televisão do país. Muitos estão considerando sua contratação e exibição diária, um progresso para a comunidade LGBT local.

Graduada em jornalismo pela Universidade de Punjab, Malik contou à CNN que se candidatou ao emprego porque queria provar que pessoas trans são capazes de qualquer trabalho e podem fazer o que quiserem: “Desejo mostrar que somos mais do que objetos de ridículo. também somos humanos”, disse ela.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Marvia em mais um dia de trabalho.

Conforme registrou o Censo do Paquistão, no país, há cerca de 10 mil pessoas transgênero dentre a população de 200 milhões de habitantes. Sendo um dos países mais evoluídos na questão de Direitos LGBT na região, no início do mês, o Senado paquistanês aprovou um projeto de lei para proteger os direitos da comunidade.

VEJA TAMBÉM:  Mulher é morta, desmembrada e cozinhada pelo parceiro após contar que é trans

Veja também:


Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).