A autora da saga Harry Potter, JK Rowling, despertou a raiva e decepção de muitos leitores, principalmente LGBTs, após uma sequência de comentários transfóbicos. Como reação, os internautas passaram a indicar a leitura de outras obras de ficção e fantasia, entre eles Rick Riordan, famoso por escrever histórias que envolvem mitologias, a mais famosa sendo Percy Jackson.

O escritor agradeceu as indicações e afirmou apreciar o gesto, mas não gostou do tipo de interpretação e rivalidade que a ação estava gerando, principalmente relacionada aos livros de Harry Potter. 

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Riordan então resolveu alterar a narrativa predominante e indicou nas redes sociais vários autores trans e não-binários que falavam sobre a comunidade trans, mas também de diversos outros assuntos, além de incentivar os seguidores a fazer o mesmo.

“Ao invés de entrar nessa falsa narrativa que não é construtivo e me deixa desconfortável, podemos mudar o foco para ótimos autores trans e não-binários de livros no #ownvoices [vozes próprias]? Eu começo. Mandem outras recomendações!”, escreveu no post.

As indicações do escritor foram:

“Beyond Magenta: Transgender Teens Speak Out”, de Susan Kuklin

“George”, de Alex Gino

“Dreadnought”, de April Daniels

“Ninefox Gambit (The Machineries of Empire, #1)”, de Yoon Ha Lee

“Revolutionary”, de Alex Myers

Um usuário também reforçou que o público poderia indicar autores trans e não-binários/não-binárias negros/negras. “Agora é um bom tempo para promover artistas negras trans e não binário e seus livros também. Por exemplo: ‘Felix Ever After’, de Kacen Callender, e ‘Pet’, de Akwaeke Emezi”, recomendou.

Rick Riordan pareceu gostar das indicações e comentou: “ótimas recomendações, obrigado!”