Em pleno mês do Orgulho LGBT, a fotógrafa Stella Asia Consonni, que havia feito o registro de um beijo gay e publicado em seu perfil, teve a publicação removida da rede social sem qualquer aviso.

Ao acordar no dia seguinte e notar que a publicação havia sumido, ela foi pesquisar online sobre o assunto e descobriu que o critério do Instagram para deletar uma publicação é o número de denúncias, ou seja, completamente injusto em um mundo predominantemente homofóbico onde a foto de um beijo gay incomoda muita gente mal resolvida com a própria vida.

Ao reclamar publicamente do acontecido em outra postagem, a história repercutiu e desde ativistas LGBTs e até famosos como os cantores Olly Alexander e Jade Thirwall se manifestaram em apoio.

Mediante a pressão e muitas críticas, o Instagram voltou atrás e o post foi recolocado. Veja a publicação original abaixo:

A rede social também mandou um e-mail para Stella pedindo desculpas pela exclusão da foto ‘por engano’, conforme alegado.

Mas esta infelizmente esta não é a realidade de muitas postagens deletadas injustamente do Instagram, a gente sabe. Eu mesmo já tive fotos denunciadas por homofobia e deletadas da rede, sem qualquer resposta da rede.

Questionada, Stella afirmou que isso é apenas parte de um problema muito maior: “Cheguei a receber ameaças de morte por uma foto de dois homens se beijando. Isso mostra que a homofobia ainda predomina. Por outro lado, recebi muito apoio, o que prova que o mundo não está completamente podre.”

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).