As POCs das Bermudas, um conjunto de ilhas no Atlântico Norte, devem estar no mínimo confusas. O Supremo Tribunal do país acaba de legalizar o casamento homoafetivo por lá.

Acontece que em maio de 2017 isso já tinha acontecido, quando em dezembro do mesmo ano, foi proibido por uma decisão da Assembleia das Bermudas. Na época, políticos conservadores propuseram uma espécie de “parceria doméstica”mas que não teria o mesmo nome e nem exatamente os mesmos benefícios do casamento na lei.

Pois bem. Com a palhaçada desse vai e vem na lei, a questão acabou indo parar na Suprema Corte do país, que considerou inconstitucional a tal da “parceria doméstica” proposta por promover uma situação de desigualdade entre cidadãos. Gente sensata, né?

Durante o julgamento, o presidente do tribunal, Ian Kawaley, concordou e seu veredicto decidiu mais uma vez que seria inconstitucional banir o casamento entre pessoas do mesmo sexo nas Bermudas.

“O amor vence novamente! Nossos corações e esperanças estão cheios, graças a esta decisão histórica de nossa Suprema Corte e seu reconhecimento de que todas as famílias das Bermudas são importantes ”, disse Zakiya Johnson Lord, um ativista do país.

Greg e Winston, primeiro casal gay de Bermudas a legalizar, e então ter a decisão anulada.

Com isso, o casal formado por Greg DeRoche e Winston Godwin, finalmente puderam respirar aliviados. Após a primeira aprovação do casamento no país, eles foram o primeiro casal gay a consumar a união. Com a proibição, tiveram o direito anulado. Agora enfim, poderãocasal continuar casados legalmente.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).