O soldado Leandro Pior encaminhou na última segunda-feira (24) à Corregedoria da Polícia Militar de São Paulo uma denúncia de ameaça de morte e homofobia que estaria sofrendo após pedir seu companheiro em casamento usando a farda da corporação.

Prior realizou o pedido no domingo (23), próximo à base onde estava de plantão, em um local conhecido como Cracolândia, na região central de São Paulo. O PM havia solicitado uma autorização para usar a farda durante a Parada do Orgulho LGBTQ+ da cidade, a fim de fazer o pedido, mas a corporação negou, alegando que o fardamento não poderia ser usado em manifestações.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Segundo o Universa, o soldado apresentou uma cópia da ameaça recebida via mensagem direta, no Facebook. O remetente seria um policial reformado, que atuou no 39º batalhão da capital paulista.

VEJA TAMBÉM:  Maioria das vítimas de LGBTIfobia no Brasil não fazem boletim de ocorrência, diz pesquisa

Na mensagem, o rapaz usa da agressividade, xingamentos e termos homofóbicos para persuadir Leandro.

“Bichona filha da put* pede baixa [ou seja, pede exoneração] seu viadão do caralh*, vou te caçar atrás te catar te encontrar e vou te quebrar todo seu viado do caralh* (sic)”, diz a mensagem, que enfatiza a Prior que ele não vai “desonrar a minha gloriosa PMSP [Polícia Militar do Estado de São Paulo].” Em tom direto, finaliza: “VOU TE CAÇAR E TE ENSINAR A VIRAR HOMEM NA PORRADA”.

O Universa também teve acesso a outras mensagens que circularam em grupos de WhatsApp de policiais desde o dia do pedido. Em áudios, os supostos policiais dizem que Leandro estaria “ofendendo a dignidade” da classe e da instituição, enquanto “mártires estão na rua caçando ladrão, prendendo e trocando tiro”. Um rapaz ainda reclama que “Eles não fazem nada”, se referindo ao comando da polícia a respeito do caso.

VEJA TAMBÉM:  Indonésia declara homossexualidade um "transtorno mental"

Nos grupos, também circulam fotos de Prior e seu noivo, Tinho Silva, e memes que ridicularizam o casal. O PM ainda disse que, no sábado (22), um homem teria fotografado a casa onde Tinho mora.