Que a foto do atleta Diego Hypolito ao lado do presidente assumidamente homofóbico Jair Bolsonaro, não foi bem vista, isso não é novidade.

É realmente incoerente ver alguém que reclamava com toda razão de ter sofrido bullying homofóbico tanta violência e humilhação, dar moral ao cara que diz que “gay tem que apanhar pra deixar de ser gay”. É o oprimido valorizando o opressor.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Ainda assim, mesmo depois de ter tentado explicar os motivos pelos quais encontrou Bolsonaro no último final de semana, Diego e seu namorado, Marcus Duarte, foram vistos participando de um culto na casa da esposa de Jair Bolsonaro, Michelle Bolsonaro.

Em vídeos postados por Michelle no Instagram, ambos aparecem com um grupo de amigos religiosos da primeira dama louvando.

Diego Hypolito louva com Michelle Bolsonaro e amigos.

Depois disso tudo, no último domingo (24), ao participar como convidado da festa Gambiarra em São Paulo, o atleta foi extremamente vaiado, sendo praticamente “cancelado” ao vivo pelo público presente.

VEJA TAMBÉM:  Bancadas católica e evangélica do Congresso pretendem se unir para rever lei contra LGBTQfobia

Diego apareceu ao lado da DJ e os frequentadores do lugar começaram a gritar: “Fora Bolsonaro”. As imagens do momento do protesto contra o atleta logo foram parar nas redes sociais. “Com vocês: o cancelamento de Diego Hypólito ao vivo”, dizia um dos Stories.

Assista abaixo um dos vídeos postado pelo portal Pheeno:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).