Uma pesquisa realizada pela YouGov apontou que quase 2 de 5 indianos LGTBQ+ acreditam que lutar pela igualdade de direitos e aceitação social é o maior problema enfrentado pela comunidade no país.

Quase 40% dos entrevistados disseram que já percebem uma mudança de atitudes e percepções em relação aos LGBTQ+ desde que a Suprema Corte da Índia descriminalizou a homossexualidade, em setembro do ano passado.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O gerente geral da YouGov do país, Deepa Bhatia, disse que a necessidade de direitos igualitários e a aceitação “definitivamente existem”.

“Casamento e adoção são um dos desafios enfrentados pela comunidade, com 31%””, disse ele.

Na Índia, a seção 377 do Código Penal punia a homossexualidade com até 10 anos de prisão. No entanto, a Suprema Corte concluiu que a decisão violava os direitos à privacidade.

VEJA TAMBÉM:  Cineasta indiano assume casamento com rapaz que fingia ser seu primo há 13 anos

A pesquisa revelou também que 30% dos indianos LGTBQ+ estão procurando por um amor de forma online. Mais de um quarto dessa população afirmou usar aplicativos para conhecer pessoas.

Curiosamente, os usuários mais ativos dos apps de relacionamento foram aqueles que se identificaram como bissexuais.

“Redes sociais e aplicativos de namoro são ótimos caminhos para a comunidade LGBTQ + em busca de amor. Essas plataformas proporcionam aceitação e a opção de anonimato, especialmente para aqueles que ainda não saíram do armário”, disse Bhatia.