Há 50 anos atrás acontecia a Stone Wall, um protesto que se originou pela justa fúria da população LGBT (GLS na época!) americana contra a polícia que reprimia e fechava bares gays.

O evento, que clamava de maneira inédita por orgulho, respeito e direitos a gays, lésbicas e simpatizantes, acabou se tornando a primeira Parada LGBT a ser organizada todo ano desde então.

É inegável o número de conquistas e visibilidade desde a primeira Parada, embora a gente ainda tenha um longo caminho pela frente pela total igualdade e visibilidade em todo o mundo.

Mas desde então, a cada ano surgem mais paradas LGBT pelo mundo, embora de maneira tímida principalmente ainda no Oriente.

(continua abaixo)


Veja também:


E onde mais faltava Parada LGBT e a gente nem imaginava que teria um dia? Antártida! Isso mesmo. O continente gelado acaba de ser confirmado para ter seu primeiro evento LGBT.

Um grupo de dez trabalhadores LGBT do continente decidiu se reunir para celebrar em junho seu primeiro “grande evento” LGBT. Todos eles trabalham na Estação McMurdo, a 1.368 quilômetros do Polo Sul. Para celebrar a decisão de realizar o evento, eles se reuniram para tirar uma foto com a bandeira LGBT:

Agora exatamente vivem 133 pessoas na estação norte-americana do continente, mas o número chega a 900 no verão (entre os meses de Outubro e Fevereiro). Cidadãos LGBT locais se mostraram aliviados em saber que existem pessoas LGBT por lá, onde felizmente parece predominar a tolerância sem qualquer histórico de homofobia ou crimes do tipo.

Inclusive, em março de 2016, o Planting Pleace – um grupo de defesa dos direitos LGBT, nomeou o continente como “Primeiro continente amigo do LGBT”, com o presidente da instituição, Aaron Jackson, viajando e hasteando a bandeira LGBT por vários lugares da Antártida, em um movimento cujo intuito era se divulgar mundialmente a necessidade de direitos básicos da população LGBT.

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).