A modelo Viviany Belebony, mulher trans que ficou conhecida por desfilar em uma cruz na Parada LGBT de São Paulo de 2015 – simbolizando a maneira como a sociedade “crucifica” e julga pessoas trans – vai processar a apresentadora Andressa Urach e pedir R$ 104,5 mil reais por danos morais na justiça.

Acontece que, de maneira desonesta, Andressa Urach publicou em seu Instagram uma montagem com imagens afirmando serem estas as causas da pandemia de Coronavírus, como se fosse uma punição de Deus. Além do especial do Porta dos Fundos e um desfile de Carnaval com Jesus e demônio sendo encenados, uma das fotos postadas era justamente de Viviany em seu desfile na cruz na Parada LGBT.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
VEJA TAMBÉM:  Bolsonaro é condenado a pagar R$ 150 mil por declarações contra gays

Na legenda do post, Andressa Urach escreveu: “Nas imagens, algumas afrontas do Brasil Se colocar do mundo não caberia no post. Mas o maior de todos os pecados é não ler a Bíblia… O mundo tem estado muito mais podre do que o mundo antes do Dilúvio ou mesmo na época de Sodoma e Gomorra… O pecado da humanidade de hoje passou dos limites e subiu aos céus. Essa pandemia é só um ensaio dos princípios das dores dos finais dos tempos. Te arrepende dos teus pecados e aceita Jesus como único salvador. Pode ser tua última chance”.

Andressa Urach atribui culpa de pandemia às imagens acima.

Ao UOL, Viviany contou ter sido insultada e recebido até ameaças de morte por conta da publicação mentirosa e irresponsável de Andressa Urach, que não pediu sua autorização para publicar sua imagem julgando-a desta maneira: “Ela [Urach] pegou uma foto e pôs num montante de outras coisas com as quais eu não concordo. Não tem nada a ver com a situação que eu protestei. Ela jogou tudo numa caixa só”.

VEJA TAMBÉM:  Casal gay que vivia em Malta é assassinado em sua própria casa

Sobre ter se passado por Jesus na Parada LGBT, mais uma vez desde 2015 Viviany explicou: “A encenação de Jesus na cruz foi uma forma de alertar sobre a homofobia”.

Sobre Andressa Urach, Viviany aproveitou para questionar: “Quem é Andressa para falar de moralidade? Ela tem histórico de prostituição, de incesto, zoofilia. Ela disse isso no seu próprio livro. Ela tomou um ‘chá de hipocrisia’ depois de se tornar evangélica e agora vem falar de moralidade.”

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).