Em entrevista recente, a evangélica Ana Paula Valadão, foi perguntada por qual motivo acha que tantos gays a seguem. Uma pergunta que eu também me faria, sinceramente.

Comparando homossexualidade (e de maneira errada como doença, dizendo “homossexualismo”) à prática da bebida e da mentira, a cantora gospel afirmou que tanto alcólatras tanto quanto homossexuais estão em pecado, mas fica feliz em saber que suas músicas tem “ajudado” a tirar muitos gays da homossexualidade. Pode isso?

“Eu me alegro que os homossexuais gostem das minhas músicas porque eu vejo como uma semeadura. Vou orar pra que essa sementinha caia em uma boa terra e dê um bom fruto.”, afirmou a homofóbica e completamente ignorante em assunto de sexualidade, como se uma música fosse capaz de mudar a sexualidade de alguém, né gente?

Ainda se assim fosse, fiquem tranquilos que basta ouvir a Gaga novamente manas, e a gente recupera a sanidade e volta mais viado ainda!

Esta não é a primeira vez que Ana Paula Valadão repercute através de discursos homofóbicos. A evangélica também causou polêmica ano passado quando a C&A fez uma campanha de Dia dos Namorados discutindo a desconstrução de gênero para roupas, e ela ficou revoltadíssima nas redes sociais.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Se tiver estômago, você pode assistir a entrevista de Ana Paula dando sua opinião completamente infundada sobre homossexualidade na íntegra logo abaixo:

Veja também:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).