O popular resort gay de férias Gran Canaria decidiu suspender suas atividades para prevenir uma retomada dos casos de Coronavírus na região. E o mesmo com empresas de turismo e lazer pela Espanha.

A determinação veio como um duro golpe para casas de lazer e turismo LGBT locais do Centro Yumbo e OPlaya del Ingleses, que dependem do turismo LGBT para sobreviver e tinham reaberto há pouco tempo.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Na realidade, o aumento dos casos de coronavírus ocorre principalmente a 54 km de Las Palmas – a capital da Gran Canária. Em contraste, a cena gay concentra-se no sul da ilha, mas também deve ser proibida pelo governo.

Empresários da região reclamam que as regras acabam sendo pouco claras. Tecnicamente se ordena o “fechamento completo de toda vida noturna”, mas locais que servem comida ou bebidas em seus terraços podem permanecer abertos. Isso levou muitos clubes a manterem suas atividades.

VEJA TAMBÉM:  Marca gay é criticada por lançar máscaras “estilosas” em tempos de coronavírus

Fontes do GSN na ilha sugerem que muitos locais têm espremido muitos clientes e ignorado as regras, incluindo música alta. Isso forçou as autoridades a estabelecerem uma paralisação imediata.

Na verdade, alguns proprietários frustrados também ficam confusos com as regras. A administração dos locais LGBT + Basement Studios, Kiki e Bunker acusou as autoridades de “mudarem de ideia diariamente”. E agora, tá ruim pra todo mundo: tanto o número de casos de covid aumentou quanto comerciantes que reabriram não conseguiram operar sem prejuízo.

Chris Chisholm, gerente sênior da Basement Studios, Kiki and Bunker, postou: “Eu realmente sinto pena de alguns dos bares e clubes que tiveram que fechar novamente. Mas há alguns deles que absolutamente mereceram e causaram tudo isso em primeiro lugar. Se todos tivessem seguido as regras e a lei, isso não teria que acontecer. Mas a maioria dos bares não o fez, agora todos estão sofrendo as consequências”.

VEJA TAMBÉM:  Contra o Coronavírus, Gloria Gaynor ensina a lavar as mãos cantando I Will Survive

A previsão agora é de que as casas fiquem fechadas até o fim do ano pelo menos. Em comunicado, o Bar Voulez Vous, também no Centro Yumbo, afirmou: “Depois de todos esses esforços e sacrifícios para respeitar todas as medidas sanitárias, somos punidos por causa de estabelecimentos inescrupulosos e pessoas irresponsáveis”.

O Coronavirus já causou uma grande discussão entre alguns proprietários de negócios LGBT + e os organizadores da Parada LGBT de Maspalomas, essenciais para a sobrevivência do comércio local.

A Parada, que havia sido adiada para Outubro, agora não deve mais nem acontecer devido às novas regras. No entanto, agora as autoridades podem nem mesmo permitir que os eventos de outubro prossigam – devido às novas regras.

VEJA TAMBÉM:  Elton John anuncia doação para proteger pessoas com HIV+ durante pandemia

Agora, enquanto uns culpam o governo pela fraca fiscalização e mudanças constantes de orientações, e outros culpam os empresários que não cumpriram as regras, o fato é que todos temem pelo futuro.

Sasha Dixon aponta que as autoridades das Canárias “estavam implorando para que o turismo voltasse às ilhas algumas semanas atrás”. E acrescenta: ‘Algumas empresas dos setores de turismo espanhol estão agora a sair para as ruas protestar antes que os danos à indústria de turismo sejam irrecuperáveis’.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).