Vovó sai dor armário diante da câmera do celular de sua neta e este é o post! Nunca é tarde para sair do armário, não é mesmo? Essa adorável vovó provou isso quando revelou à sua neta que sentia atração por outras mulheres. A neta prontamente postou o vídeo nas redes e, claro, viralizou.

Tendo passado uma vida inteira em relacionamentos com homens, a vovó admitiu hesitando um pouco: “Se eu me envolvesse com alguém de novo, não seria um homem. Seria uma mulher. Eu gosto de mulheres, gosto muito mais de mulheres do que de homens”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A neta a pressiona gentilmente para obter mais detalhes, perguntando: “Mas você prefere corpos de mulher?” Após um breve momento de consideração, a vovó sai do armário e confirma sua preferência: “Acho que sim. Bem, eu acho que seios são legais … Eu acho que o pênis, eu não gosto muito disso!”

VEJA TAMBÉM:  Ian McKellen compartilha foto sua de 50 anos atrás e Internet vai à loucura!

Quanto a quem exatamente ela estaria interessada, ela já tem tudo planejado. “Provavelmente desde o final dos anos sessenta, final dos anos sessenta. Eu apenas já gostava dela de qualquer maneira… Eu nunca gostei tanto de homens”.

Mas com a pandemia de coronavírus atrapalhando a cena do namoro, ela sabe que pode ter que esperar um pouco antes de encontrar o amor novamente. “No momento, tudo que eu quero fazer é sobreviver!” ela ri diante da afirmação que todos nós sabemos bem que estamos passando.

A conversa comovente foi compartilhada milhares de vezes no TikTok e no Twitter, com os espectadores inundando a doce velhinha com comentários amorosos. “Bem, está confirmado, nós encontramos a mulher mais fofa do mundo”, escreveu o cantor Jack Remmington. “Cada linha é mais icônica do que a anterior, e rezo para que ela encontre os lindos anos 60 pelos quais passou a vida desejando”. “Quando uma vovó sai do armário e gente também deve sair” escreveu outro no Twitter.

VEJA TAMBÉM:  Lil Nas X revela por que não teria se assumido gay se ainda morasse com os pais

Nós também achamos lindo e torcemos para que cada vez mais, homens e mulheres, independentemente de idade, consigam sentir o prazer que é viver em liberdade com sua sexualidade.