Recentemente um canal no TikTok chamado ‘Afrofísico’, fez um vídeo genial onde apresenta 4 mulheres LGBTQI+ que estão quebrando barreiras do preconceito e conquistando seus espaços dentro da física.

O rapaz inicia o vídeo citando Sher Machado, mulher trans, negra, carioca e moradora da Zona Norte do Rio de Janeiro. Licencianda em Física pelo Instituto Federal do Rio de Janeiro, Sher expande seu espaço através de jogos online e recentemente foi contratada pela INTZ e-sports.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Mulher LGBTQI+
Sher Machado, licencianda em física e streamer (Foto: Reprodução/Instagram)

Em seguida, vem Chanda Prescod-Weinstein, pansexual, cosmologista e Doutora pela Universidade de Waterloo. A pesquisadora estuda a relação entre física de particulas e astrofísica, inclusive, vencedora do prêmio de Reconhecimento e Excelência de físicos LGBTQI+, em 2007.

Chanda Prescod Weinstein (Foto: Reprodução/Instagram)

Lésbica, Ana Bárbara R. Cavalcante é pós-doutora em física nuclear pela École Polytechnique Fédérale de Lausanne, ou simplesmente EPFL, uma das melhores universidades do mundo. Ana também já trabalhou no maior acelerador de partículas do mundo.

Mulheres LGBTQI+
Bárbara Rodrigues Cavalcante (foto: Reprodução/Instagram)

E por último, mas não menos importante, Joalda Morancy, bissexual, comunicadora científica e pesquisadora das áreas planetárias. Atualmente estuda geofísica e astrofísica pela Universidade de Chicago, além de divulgar e ensinar ciência para crianças.

VEJA TAMBÉM:  Brincadeira ou broderagem? Perfil de irmãos gêmeos confunde seguidores e bomba na web; assista
Joalda Moracy (foto: Reprodução/Twitter)

Você pode encontrar informações sobre mais mulheres LGBTQI+ dentro da ciência e inúmeros outros cientistas através do site 500queerscientists. Confira o vídeo abaixo:

 

@afrofisico

4 mulheres LGBTQ+ na Física #ciência #representatividade #fisica #trans #lgbtq #mulheres #afrofisico #fyp #viral

♬ som original – afrofisico