Que a masculinidade frágil é um problema real da sociedade contemporânea, possivelmente você já saiba. No entanto, às vezes, ela ultrapassa todos os limites do bom senso. Desta vez, um usuário resolveu entrar com uma ação na justiça contra a Apple, após afirmar que o celular o fez trocar de sexualidade.

De acordo com o Moscow Times, o caso aconteceu na Rússia. Um homem entrou na justiça contra a gigante em tecnologia, pedindo uma indenização no valor de US$15300,00, por alegar que o seu iPhone teria feito ele se “tornar gay”.

Na ação, D. Razumilov alega que, em 2017, recebeu 69 (!!!) GayCoins, uma criptomoeda real, de um anônimo que enviou junto com a quantia uma mensagem que dizia: “não julgue até ter experimentado”.  “Eu pensei, realmente, como eu posso julgar algo sem ter experimentado? E decidi experimentar relacionamentos do mesmo sexo”, disse ele em entrevista à rádio Govorit Moskva.

E continuou: “Eu posso dizer que depois de dois meses estou focado na intimidade com um membro do meu próprio sexo, e não consigo parar. Eu tenho um namorado fixo e não sei como explicar isso aos meus pais. Depois de receber a mensagem, minha vida mudou para pior e nunca será normal novamente”, afirmou.

Na audiência, marcada para 17 de outubro, ele pede a quantia de mais de 1 Milhão de Rublos, alegando que a Apple “o manipulou e o empurrou em direção à homossexualidade, causando a ele danos morais e sofrimento à sua saúde mental”, já que, a Rússia, é um dos países mais homofóbicos do mundo.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA: