A gaúcha e mulher transexual Juju Oliveira fez um desabafo em suas redes sociais clamando por mais empatia e respeito com sua situação atual. Não são poucas as mulheres trans que, sem condições financeiras, acabam apelando para versões clandestinas de procedimentos estéticos e não se dão bem com isso.

Após realizar procedimentos estéticos de maneira amadora, seu rosto ficou com as bochechas fora de proporção, exageradamente grandes, e desde então, ela vem sendo vítima de bullying dentro e fora de suas redes sociais.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Em um vídeo publicado em seu Facebook, ela desabafou sobre sua situação: “Eles passam e me chamam de Fofão. Eu era uma pessoa como qualquer outra, aí eu fui inventar de fazer isso no rosto: silicone. Aí deu no que deu. Inchou e ficou desse jeito. Foi um erro meu”, lamenta. “Eu só estou querendo um pouco de respeito. Sou uma travesti de 30 anos. Sou natural de Passo Fundo, sempre morei aqui. Quero pedir um pouco mais de respeito”.

VEJA TAMBÉM:  Mulher trans major do exército brasileiro sofre transfobia em redes sociais e Whatsapp

Ela explica então sua situação e pede para que parem de xingá-la, o que não cessa nem durante seu expediente na rua: “Sou uma travesti, tenho 30 anos, trabalho na rua, e cada vez que as pessoas me veem elas gritam: Fofão!’. Não é por me comparar com Fofão, é pela falta de respeito pelo estado que eu estou. Olha como está o meu rosto. Muitas das vezes não quero vir para cá, mas eu preciso ganhar um troco”.

Ao jornal Extra, ela contou o drama vivido após colocar 250ml de silicone no rosto entre bochecha, nariz, queixo e maxilar: “No início parece pouca coisa, mas com o tempo, dobra de tamanho. Meu problema são as bochechas e o pescoço, pois o silicone desceu”.

Atualmente ela está a procura de um cirurgião que a ajude gratuitamente a corrigir o erro: “Sempre deixei muito claro que o meu silicone foi um procedimento clandestino, e que eu paguei e assumi a responsabilidade. Só que como isso é ilegal, a gente paga sabendo das consequências. Quero uma ajuda para reverter e tirar esse silicone do rosto. Estou procurando um médico, não quero vaquinha na web, quero um cirurgião que possa fazer isso de graça para mim”, disse Juju.

VEJA TAMBÉM:  Trump demite e chama militares trans de "desqualificados"

Assista abaixo seu desabafo na íntegra:

Posted by Juju Oliveira on Sunday, August 16, 2020

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).