Sim, é isso mesmo que você leu no título da matéria.
No último sábado (31), o estado do Texas, nos Estados Unidos, aprovou uma lei que torna ilegal o envio de fotos íntimas sem o consentimento de quem está recebendo o tal material.
A multa pelo delito pode chegar a US$500 dólares (cerca de R$2 mil reais).

A lei, que busca impedir o chamado “assédio sexual online” e visa proteger mulheres que frequentemente são vítimas desse tipo de assédio, foi criada com a ajuda de Whitney Wolfe Herd, CEO de um aplicativo de namoro chamado Bumble e o deputado estadual Morgan Meyer, de Dallas.

Segundo informações da Fox 4 News, a empresa Bumble pretende levar essa legislação para outros cantos do país na esperança de promulga-la de forma mais ampla.

Apesar de curioso, o Texas não é o primeiro estado a aprovar uma lei como essa. Na Carolina do Sul existe uma lei semelhante que torna “ilegal enviar anonimamente qualquer conteúdo obsceno sem o consentimento da pessoa que o recebe“.

Embora recebida com entusiamo, a lei ainda precisa ser melhor explicada, já que, com a cultura da “troca de nudes” cada vez mais presente, alguns usuários da internet temem ser denunciados se enviarem uma foto explicita durante um papo mais quente com o crush.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Alguns profissionais jurídicos também apontaram que temem que a nova lei possa ter sido escrita de maneira tão ampla que criminalize também o envio de imagens médicas e artísticas.