O Mildmay Hospital, único de Londres especializado no apoio a pacientes com HIV, após diversos cortes em seu recurso, está com ameaça de fechar as portas.

Ativistas alertam para as consequências  do fechamento de uma instituição que trata pessoas soropositivas há décadas, além de apontar aos prejuízos, tantl físicos quanto psicológicos, gerados a camunidade que depende dos serviços do hospital.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

De acordo com informações do site PinkNews, a ameaça vem do limitado financiamento que o Serviço Nacional de Saúde disponibiliza. O corte do orçamento da instituição, que já vinha definhando décadas, fez quase um terço dos leitos serem fechados nos últimos 10 anos.

A instituição, localizada no leste de Londres, reabriu em 1988 como o único hospital especializado na Europa que oferece reabilitação física, social e emocional para pessoas vivendo com HIV. No auge da epidemia, os profissionais de saúde trabalharam incansavelmente para tratar o HIV e reduzir o estigma anti-LGBT+.

VEJA TAMBÉM:  Jonathan Van Ness explica na TV o que significa ter HIV e ser indetectável

Desde 28 de fevereiro, O Mildmay está emetindo cartas de aviso aos funcionários, afirmando que o hospital pode fechar as portas até o final de março.

Desde que se tornou público o eminente fechamento, as pessoas que prestam serviços e ativistas estão solicitando que o hospital permaneça aberto com um aumento do financiamento por parte do governo, citando seu fechamento como uma “grande perda” para uma instituição com uma “longa história de excelência”, pontuada por visitas de familiares reais da princesa Diana e o príncipe Harry.

“[Mildmay] estava lá quando nossa comunidade precisava deles”, disse Ian Howley, executivo-chefe da LGBT HERO, a organização-mãe do Projeto de Saúde dos Homens Gays , à PinkNews .

VEJA TAMBÉM:  Sexo entre mulheres e os riscos de transmissão de IST

Ela ainda afirma que “não podemos dar ao luxo de perder outro serviço, um serviço em que muitas pessoas em nossa comunidade ainda confiam. Pelo custo necessário para executar este serviço, espero que o governo veja o valor que o Mildmay tem na luta e continue a apoiá-los.

O diretor executivo do NAM AIDSmap , Matthew Hodson, ecoou essa preocupação com o incansável corte de serviços a uma comunidade tão vulnerável. “Enquanto a maioria das pessoas com HIV no Reino Unido responderem bem ao tratamento, são necessários serviços especializados para condições complexas relacionadas ao HIV”, afirma.

Hodson ressalta que “O Mildmay tem uma longa história de excelência, que não pode ser comparada a serviços genéricos. Seu fechamento seria uma grande perda”.

VEJA TAMBÉM:  Lady Gaga e Bono Vox criarão música tema de campanha contra AIDS