Uma das orientações mais divulgadas para prevenir e combater o coronavírus é o isolamento de pessoas que pertencem ao grupo de risco, entre elas, aquelas que possuam o sistema imunológico enfraquecido, incluindo os que vivem com HIV.

Apesar da medida, há pouca clareza sobre o que a orientação significa ou qual o risco real para as pessoas que vivem com HIV.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A Associação Britânica de HIV informa: “embora até o momento não existam evidências para determinar se as pessoas com HIV correm maior risco de adquirir COVID-19 ou doenças graves. O novo conselho reflete a falta de evidências ao classificar todas as pessoas com HIV como vulneráveis.

“As pessoas em tratamento de HIV com um bom CD4 e carga viral indetectável geralmente não são consideradas como tendo um ‘sistema imunológico enfraquecido’, conforme especificado nas orientações da PHE”, acrescenta a instituição.

VEJA TAMBÉM:  Coronavírus: morre dramaturgo gay, Terrence McNally, aos 81 anos após contrair o vírus

O Dr. Michael Brady, do Terrence Higgins Trust, consultor nacional de saúde LGBT, também esclareceu o conselho para as pessoas que vivem com HIV em um post:

“As medidas são especialmente importantes para os idosos e os que têm um sistema imunológico enfraquecido. Isso não significa que todas as pessoas com HIV são consideradas em risco aumentado. Aqueles em tratamento de HIV com uma boa contagem de CD4 e uma carga viral indetectável não são considerados como tendo um sistema imunológico enfraquecido”, escreve.

“Mas se você não estiver em tratamento ou tiver uma carga viral detectável, é muito importante que você siga as orientação sobre distanciamento social”.

O Dr. Brady também lembra que não há necessidade de estocar medicamentos ou outros utensílios e que a ação pode gerar uma pressão desnecessária no sistema.

VEJA TAMBÉM:  Pesquisas avançam sobre cura definitiva do HIV/Aids

Outra recomendação do médico é “tente evitar entrar em contato com as clínicas de urgência e emergência, a menos que seja realmente necessário, pois os serviços estão muito sobrecarregados no momento”.

Matéria traduzida do site PinkNews.