Um relatório feito pelo serviço britânico de aconselhamento para crianças e jovens, a Childline, mostrou que o número de pedidos de aconselhamentos sobre identidade de gênero no Reino Unido aumentou consideravelmente durante a pandemia.

Entre janeiro de junho, foram 2,3 mil sessões sobre identidade de gênero e sexualidade, 12% a mais do que no mesmo período do ano passado.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Crianças que estiveram batalhando com ou questionando sua identidade de gênero estão contando para a Childline que estão se sentindo sobrecarregados e com medo de se assumirem, e a saúde mental deles ficou bem pior durante a quarentena.

“Durante a quarentena nós vimos um aumento de crianças jovens vindo até nós com dúvidas sobre a sexualidade deles e identidade de gênero, muitos estão batalhando com a saúde mental e emocional”, diz Alex Gray, gerente de serviços da Childline.

VEJA TAMBÉM:  Coronavírus: campanha arrecada fundos através de masturbação

“O isolamento fez com que fosse mais difícil para muitos jovens falarem abertamente sobre seu gênero e identidade sexual em casa, especificamente se eles tiverem medo de uma reação negativa daqueles que ele está se isolando junto”.

Durante o Mês do Orgulho, a Childline deu 116 sessões de aconselhamento por semana para pessoas jovens focando em identidade de gênero e sexualidade, comparado a uma média de 92 sessões por semana em maio.

 

 

Avatar
22 anos, geminiano, mineiro, jornalista formado pela UEMG. Apaixonado por música e artes de modo geral. Ex-bailarino na teoria mas danço nas festinhas bastante. Sonho em ser amigo da Rihanna e da família da Beyoncé. Provável futuro ex-bbb e quem sabe vencedor da Fazenda.