Com o objetivo de ajudar a manter a saúde mental durante o período de isolamento social, a “Liga Nacional de Atendimento Psicológico Social Online” oferece atendimento psicológico em forma de serviço social, ou seja, disponível para todos que estejam precisando. 

Os interessados podem entrar em contato por algum dos números abaixo. A partir disso, serão encaminhados a algum dos profissionais, que foram divididos de acordo com as regiões do Brasil em que moram.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O psicólogo idealizador da iniciativa, Rafael Mendes, explica em entrevista ao Põe na Roda que os atendimentos da Liga são psicoterapêuticos e que “estamos prontos para atender qualquer pessoa que esteja passando por dificuldades relacionadas ao COVID-19. Não temos restrições relacionadas a idade ou psicopatologia, estamos disponíveis a todos”.

A ideia surgiu, conta o psicólogo, na primeira semana de quarentena, quando refletiu sobre as questões psicológicas que as pessoas iriam enfrentar durante o isolamento. “Sabendo que ela [a quarentena] iria se estender por mais de 3 meses, já era perceptível que algumas pessoas estavam apresentando sinais ansiosos. Então, sabendo da necessidade de somar forças com os demais profissionais da saúde, eu pensei em criar essa liga, para que os psicólogos também fizessem frente ao COVID-19”, relata.

Rafael Mendes alerta que a comunidade LGBTI+ enfrenta situações cotidianas, como o preconceito e a discriminação, que afeta a saúde mental. Além disso, muitos sofrem LGBTfobia dentro de casa, então ficar em quarentena com esses parentes sem ter uma válvula de escape,  que para muitos é sair com os amigos ou fazer uma montação Drag, tornar o período de isolamento social ainda mais prejudicial. 

“É muito importante que essas pessoas fiquem cientes de que a Liga está aberta para as receber, que aqui elas podem encontrar uma válvula de escape e ter uma segurança psicológica”, afirma o psicólogo.