Diversos ditos “cristãos” norte americanos estão surgindo com vários argumentos infundados e irresponsáveis sobre a pandemia do novo coronavírus. Uma blogueira cristã especulou que seu Deus “usará o vírus para o bem”. Enquanto isso, um evangelista de TV disse que apenas pessoas com “falsa fé” lavam as mãos. As autoridades já alertaram outro televangelista charlatão para parar de vender uma “cura” que, segundo ele, interrompe o vírus.

Vale lembrar que as autoridades de saúde estadunidenses recomendaram 20 segundos de lavagem das mãos com água e sabão como medida-chave para evitar a propagação do coronavírus. Além disso, é particularmente importante na proteção de pessoas vulneráveis ​​e idosas com maior probabilidade de morrer devido ao COVID-19.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Mas alguns “cristãos” têm outras idéias, cada vez mais incoerentes e preconceituosas. Jonathan Shuttlesworth é um televangelista co-fundador da Revival Today TV. Ele acusou as igrejas italianas que fecharam para impedir a propagação do vírus de serem “maricas”.

“A Igreja Católica tem água benta no saguão – quão sagrada é a água então? Isso deve ser um sinal para você de que toda a sua religião é uma fraude. Qualquer fé que não funcione na vida real é uma fé falsa. Totalmente falso”, afirma Shuttlesworth.

Além disso, ele argumenta que não é viril usar antisséptico para as mãos ou lavá-las: “se você está publicando panfletos, dizendo a todos para usar álcool em gel antes que eles entrem no santuário e não cumprimentem ninguém, você deveria entregar as credenciais do seu ministério e queimar a igreja – transformá-la em um cassino ou algo assim. Vocês são uns perdedores. Bando de maricas. Sem culhões. Foram castrados em algum lugar e nem percebeu”.

VEJA TAMBÉM:  Budweiser é criticada após apoiar homofobia de internauta; entenda

E infelizmente, ele não é o único.

Lori Alexander publica o “The Transformed Wife” – um blog que ensina as mulheres a “obedecerem aos maridos” e serem “donas de casa”. Em um post recente, ela diz: “Não costumo lavar as mãos frequentemente, pois não tenho medo de germes. Tenho a pele seca e não gosto muito da sensação de mãos secas”.

Ela admite que é “um momento assustador para muitos”, mas pergunta “devemos, como crentes em Jesus Cristo, ceder ao medo?”. Em vez disso, Alexander sugere: “Talvez Deus use esse vírus para o bem. Nossa cultura precisa de um bom alerta”.

“Todos nós vamos morrer um dia e muitas vezes coisas como essa fazem com que as pessoas examinem suas vidas mais de perto. A perspectiva de doença e/ou morte é onde a borracha encontra a estrada e tem a capacidade de acordar as pessoas. Não vivam com medo, mulheres, mas com fé. Deus ainda está em seu trono!”

VEJA TAMBÉM:  Miss Brasil Gay 2020 é cancelado por causa do coronavírus

Mais de um mês atrás, o legislador nas Ilhas Cayman, Anthony Eden, disse à Assembléia Legislativa das Ilhas Cayman : “Senhor Presidente, quando as portas forem abertas, o que acontecerá em Cayman? Como vamos parar isso? Uma pequena população de menos de 70.000 habitantes construiu valores cristãos. Fomos avisados ​​ao longo dos anos”.

“E agora ouvimos falar do coronavírus, recentemente declarado uma emergência global pela Organização Mundial de Saúde. Você viu o que aconteceu. É melhor tomarmos conhecimento do que está acontecendo”, afirma.

Desde então, muitos outros os seguiram. Steven Andrew, da Igreja Cristã dos EUA, nomeou março como o “Mês do Arrependimento do Pecado LGBT” para proteger “os EUA de doenças, como o coronavírus”.

Ele acrescentou: “Nossa segurança está em risco, pois a desobediência nacional das leis de Deus traz perigos e doenças, como o coronavírus. Mas obedecer a Deus traz proteção da aliança… Deus protege os EUA do perigo, pois o país se arrepende de LGBTs, deuses falsos, aborto e outros pecados”.

Enquanto isso, o pastor de direita EW Jackson disse aos ouvintes de seu programa de rádio que o “homovírus” infectou a América. Ele acrescentou: “A última coisa que a comunidade negra precisa no mundo é de mais destruição da família, mais ataques à família, e é tudo o que esse movimento homossexual significa”.

VEJA TAMBÉM:  “Você tem uma cara de homossexual terrível!”, diz Bolsonaro à repórter que perguntou sobre corrupção

“É um ataque violento e virulento. E quer saber? Eu vou ter problemas com isso, mas isso é de cara o homovírus para a família. É claro que estou falando de uma perspectiva espiritual e psicológica. Espero que ninguém entenda mal minha pequena junção de duas coisas, porque você sabe que estamos falando sobre esse coronavírus”, afirma.

Além disso, o televangelista Jim Bakker tenta vender sua própria “Silver Solution” por 115 dólares, que, segundo ele, cura completamente o coronavírus em 12 horas.

Obviamente, ela não cura o vírus. Ele tem que alertar legalmente as pessoas que a substancia contêm produtos químicos que causam defeitos de gestação e câncer. As autoridades de Nova York ordenaram que ele parasse ou enfrentaria grandes multas.

As organizações de prevenção ao HIV deram conselhos a pessoas positivas sobre como evitar e gerenciar o coronavírus. Além disso, pessoas LGBT+ estão tentando apoiar pessoas vulneráveis na comunidade durante a pandemia.

Como se não bastasse uma pandemia trazendo problemas sérios para o mundo, a comunidade LGBT+ ainda precisa mais uma vez lidar com a ignorância e o preconceito.