Com o objetivo de auxiliar no combate e prevenção da pandemia do coronavírus, aplicativos de relacionamento têm lançado diversas medidas de precaução aos usuários.

Durante a época de quarentena, os aplicativos divulgaram esperar um maior tráfego de usuários. Apesar disso, a recomendação é que a conversa fique apenas no virtual.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O Hornet, com 30 milhões de usuários regulares em todo o mundo, emitiu uma nota sobre como evitar a contração do vírus. “Compartilhamos uma variedade de artigos de notícias nos últimos dias dentro do aplicativo, além de enviar mensagens específicas aos usuários”, disse o co-fundador do HornetSean Howell, à Thomson Reuters Foundation por e-mail.

Um porta-voz do Grindr afirmou à Reuters que  enviou um aviso aos usuários na última quinta-feira (12). “Nós publicamos as diretrizes da OMS no aplicativo Grindr para ajudar os usuários a tomarem as melhores decisões e estarem informados sobre os cuidados no momento de interagir com as pessoas”, revela.

VEJA TAMBÉM:  Polícia dos EUA usa o Grindr para prender gays infratores; entenda o caso

Já o Tinder, que tem quase 6 milhões de usuários, divulgou uma nota em que afirma ”é um ótimo lugar para conhecer pessoas”, mas “proteger-se do coronavírus é mais importante”.

Foto: Divulgação/ Huffpost