Zélia Duncan não fez rodeios para criticar a atual ministra da mulher e dos direitos humanos, Damares Alves, e o atual Governo Federal, que tem na presidência Bolsonaro. Em entrevista ao Estadão, a cantora afirmou que as políticas exercidas visam retratar uma visão antiquada e completamente errada dos homossexuais.  

“Essa ministra? Damares, inventa coisas. Do nada ela começa a falar dos homossexuais. Eles estão querendo trazer à tona aquela velha máxima, horrorosa, de que o gay é doente”, disse Zélia.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

E continuou: “Se você olhar na história dos séculos, sempre foi assim. Por quê? O ódio é sempre direcionado a quem parece diferente. O diferente mostra o quão misterioso é o ser humano, né?”, completou.  

Por fim, a cantora afirmou que o atual governo quer tirar direitos conquistados pela comunidade LGBT e sugeriu mais responsabilidade. “Eles querem tirar coisas que nós já conquistamos. O que eles querem é deixar todo mundo na clandestinidade, porque aí a gente pode ser atacado…O que o governo deveria fazer com os seus cidadãos? Protegê-los. Somos todos iguais”, apontou.

VEJA TAMBÉM:  Mais de 500 artistas, incluindo LGBTs, assinam carta de repúdio a Regina Duarte

“Você não pode olhar pra uma pessoa diferente de você e achar que ela não merece viver. Com que direito? Como é que alguém luta contra uma lei que combate a homofobia? Por quê?”, finalizou Zélia que, em breve, viverá um romance lésbico no cinema com Bruna Linzmeyer.