Nem todo mundo sabe, mas quem vive com HIV não necessariamente transmite o vírus. Pessoas que vivem com HIV e sabem disso, e consequentemente se tratam, simplesmente não passam o vírus a frente.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Isso porque, quem se trata, acaba ficando, em consequência dos medicamentos ingeridos diariamente, com uma carga viral tão baixa do vírus no sangue que ele não consegue sequer sair do corpo e ser transmitido. Em exames de sangue, nestas pessoas, o HIV chega a nem ser detectado.

Mas se pessoas que vivem com HIV, se tratam, são indetectáveis e não transmitem o vírus, como ele é passado a frente? Justamente pelas pessoas que tem HIV em seu organismo, mas pela ignorância ou medo e falta de uma testagem regular, sequer sabem disso.

Nem sempre quem tem HIV apresenta sintomas. Muitas vezes, pra chegar neste estágio, pode levar anos. E na realidade, o comum é que sintomas só sejam apresentados quando o vírus já tiver tomado conta do corpo da pessoa e estiver prejudicando gravemente sua imunidade. Por isso, o ideal é justamente se descobrir muito antes disso e já iniciar o tratamento pra que a pessoa não tenha perigo de vida e possa ter uma vida completamente normal.

Agora, sabe quantas pessoas vivem com HIV e não tem consciência disso no Brasil? 135 mil! O dado foi lembrado pelo Ministério da Saúde em seu site oficial.

Além do fato de quem tem o vírus e faz tratamento não transmitir, também há o fato destas pessoas não passarem por risco de vida. O Brasil conseguiu evitar 2,5 mil mortes por AIDS entre os anos de 2014 e 2018. Nos últimos cinco anos, o número de mortes pela doença caiu 22,8%, de 12,5 mil em 2014 para 10,9 mil em 2018. Tudo isso graças ao diagnóstico precoce e tratamento.

Com base nessa estimativa, o Ministério da Saúde lançou recentemente a Campanha de Prevenção ao HIV/Aids. O foco é incentivar pessoas que não se preveniram em algum momento da vida a procurar uma unidade de saúde e realizar o teste rápido. Com o tratamento adequado, o vírus HIV fica indetectável, ou seja, não pode ser transmitido por relação sexual, e a pessoa não irá desenvolver Aids, que é quando o HIV se multiplicou tanto pelo corpo que a pessoa está praticamente sem imunidade, e deste modo, pode adoecer por qualquer infecção ou doença oportunista.

Entendeu a importância de se testar regularmente? O ideal é a cada três meses e testes estão disponíveis na rede pública de saúde gratuitamente. É rápido, seguro e sigiloso. Informe-se no site do Ministério da Saúde.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).