Uma nova pesquisa da AARP, que entrevisou 1.782 LGBTs adultos, concluiu que a maior parte dos homens gays tende a envelhecer fora de um relacionamento estável, já que, segundo os resultados, cerca de 57% dos homens gays com mais de 45 anos está solteiro.

Os relatórios também constataram que, enquanto isso, apenas 39% das lésbicas acima de 45 anos é solteira. Já entre homens e mulheres bissexuais, a taxa chega a  48%.

“A chance de se envelhecer sem estar casado entre homens gays é notavelmente maior e isso influencia diretamente nas necessidades e tipos de serviços direcionados a este público”, conclui a pesquisa em seus resultados.

Outro dado revelado foi quando perguntados sobre os vínculos afetivos das amizades. Dentre os entrevistados, maior parte dos homens gays também tem maior dificuldade de estabelecer relações duradouras do que as lésbicas, seja entre pessoas LGBTs a héteros, de parentes a amigos.

Este não é o primeiro estudo a constatar estas diferenças. Em 2013, uma pesquisa mostrou que 63% dos homens gays acima de 60 anos vivem fora sem um relacionamento.

Em 2011, um outro estudo realizado pela Stonewall Organization do Reino Unido, descobriu que homens gays e bissexuais acima de 55 anos tem três vezes mais chances de estarem solteiros (40%) do que homens héteros (15%).

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).