Vulgar é um livro-encontro entre as imagens de 190 pessoas retratadas por André Medeiros Martins para um projeto de nu e/ou sexo explícito, e textos escritos por 45 pessoas sobre: fetichização, abjeção, pornografia, erro, interdição e cancelamento.

São abordadas questões acerca do corpo trans (com textos de Renata Carvalho, Bruna Kury, Ledah Martins), negritude (Miriam Cristiane Alves, Cristiano Rodrigues, Mariana Queen Nwabasili), pornografia (Janaina Leite, Carolina Bianchi, Vera Vasques), Moda (Fause Haten, Antonio Gomes), gordofobia, HIV/AIDS, entre tantos outros.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Sem uma divisão hierárquica, contos pornográficos, posts de redes sociais e artigos acadêmicos co-habitam essa publicação entre nudes e/ou conteúdo pornográfico.

O Livro Vulgar pretende unir a escopofilia – processo de erotização do olhar – com a produção de literatura por meio de contradisciplinas sexuais. Dentro do livro está um pôster do Jogo Vulgar – tabuleiro feito a partir da vivência de 18 pessoas.

VEJA TAMBÉM:  Ariel: livro conta saga de príncipe trans e quilombola

Vulgar

Entre os participantes do projeto Vulgar para o tabuleirto de jogos estão Veni, Katrevosa, Wesley Lombini, Lua Lucas, Thábata Letícia, Dan, Marcio Rolim, Marco Antonio Fera, Cintia Rosini e Bixa Puta.

Vulgar

Para lançar essa publicação no Mix Literário, do Festival Mix Brasil, foi gravado um média-metragem que passa por todos os textos do livro. Gravado no centro de São Paulo, contou com mais de 50 pessoas. Para comprar o livro, clique no link.