O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, nomeou o embaixador dos EUA na Alemanha, Richard Grenell, para chefiar a inteligência nacional americana. O anúncio foi feito pelo Twitter.

“Tenho o prazer de anunciar que o nosso respeitado embaixador na Alemanha, @RichardGrenell, se tornará o diretor interino de inteligência nacional. Rick representou nosso país extremamente bem e estou ansioso para trabalhar com ele”, escreveu no post.

Com a nomeação, Grenell se torna o primeiro oficial abertamente gay em um gabinete do governo nos Estados Unidos. Ele vai ficar responsável por supervisionar 17 agências de inteligência, entre elas, a CIA.

A ação foi recebida com críticas pela oposição, que acusou Trump de colocar um partidário do seu governo em um cargo crucial.

Em comunicado, o senador democrata Ron Wyden afirmou que Trump prioriza a “obediência” incondicional sobre a “segurança do povo americano”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Em nota,  a secretáriade imprensa da Casa Branca, Stephanie Grisham, afirmou que Grenell “está comprometido com uma abordagem apolítica, imparcial, como chefe da Comunidade de Inteligência, da qual depende nossa segurança”, disse em nota a secretária de imprensa da Casa Branca, Stephanie Grisham.

Grenell já falou a favor do surgimento do populismos de direita na Europa e elogiou o chanceler ultraconservador austríaco Sebastian Kurz, a quem descreveu como “uma estrela do rock”