O vereador eleito por São Paulo, Thammy Miranda, foi criticado nas redes sociais por fazer um post em seu Instagram onde pede o fim da violência contra a mulher, inspirado pelo dia 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher.

Acontece que o filho de Gretchen apoia publicamente a reeleição do atual prefeito de São Paulo, Bruno Covas, cujo vice da chapa, Ricardo Nunes, é um fundamentalista religioso acusado de agressão à esposa (além de LGBTfobia e acusações de corrupção).

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Muitas pessoas viram nisso uma contradição, ainda que, obviamente, a violência contra a mulher deva ser defendida por toda e qualquer pessoa independente de gênero ou questões partidárias.

Vale lembrar que Ricardo Nunes já tentou impedir escola de realizar “Semana do Gênero”, onde se debatia questões de desigualdade entre os gêneros entre alunos, além de LGBTfobia e violência conta a mulher.

VEJA TAMBÉM:  Aqui estão as 39 vezes em que Programa de Governo de Boulos cita LGBTs

“Como assim você é Bruno Covas? Que incoerência”, comentou um internauta. “Verdade que você está apoiando Covas? Que decepção”, criticou mais uma. “Vergonha para comunidade LGBT! Você não me representa”, comentou outro seguidor.

Eleito vereador em SP, Thammy é criticado por apoio a Bruno Covas com vice acusado de agressão à esposa. (Foto: Reprodução / F5)
Eleito vereador em SP, Thammy é criticado por apoio a Bruno Covas com vice acusado de agressão à esposa. (Foto: Reprodução / F5)

Entre os comentários, também houve quem separasse as questões e defendesse o vereador eleito e seu empenho em uma questão tão importante quanto a violência contra a mulher, independente da questão “Ricardo Nunes”: “Já começaram a atacar a Thammy. Ele quer ajudar as mulheres que sofrem violência e vocês criticando? Ele quer ajudar. Ao invés de criticar, agradeçam”, disse uma seguidora.

Veja abaixo o post de Thammy na íntegra:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).