O pré-candidato à Casa Branca, Pete Buttigieg, vem sofrendo ataques homofóbicos por ser o primeiro presidenciável nos EUA abertamente gay. O último e que teve maior repercussão envolveu o radialista Rush Limbaugh, apoiador de Trump que já foi condecorado com a Medalha Presidencial da Liberdade, que comentou durante seu programa:

“Eles [democratas] estão vendo o prefeito Pete, um sujeito gay de 38 anos, ex-prefeito de South Bend, que gosta de beijar seu marido, e estão dizendo: ‘ok, como é que isso será visto, um homem gay de 38 anos beijando seu marido sobe palco ao lado de Donald Trump, o homem com H maiúsculo? Como é que vai ficar?’”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Limbaugh ainda afirmou que os Estados Unidos não está pronto para um presidente abertamente gay e que o casamento de Buttigieg com o marido poderia levar as crianças a fazerem perguntas desconfortáveis aos pais.

Buttigieg rebateu o radialista, afirmando que “não vou ouvir sermões sobre valores familiares de gente como Rush Limbaugh ou qualquer pessoa que apoie Donald Trump como líder moral e político dos Estados Unidos”, ainda acrescentando sobre a sua relação: “sou casado, numa relação de fidelidade, amor e compromisso. Tenho orgulho do meu casamento e do meu marido”.

VEJA TAMBÉM:  Coronavírus: EUA reduz restrições a homens gays doadores de sangues

O pré-candidato ainda comentou que a América precisa de uma política de pertencimento que acolha a todas as pessoas e que fica triste ao ver o Partido Republicano abraçando uma retórica homofóbica.

Ainda na repercussão do caso, durante uma conversa sobre os detalhes do casamento de Buttigieg , a apresentadora da Fox Sandra Smith foi criticada por impedir a colega Jessica Tarlov de mencionar os traições e divórcios de Donald Trump, afirmando que “não vamos trazer relacionamentos pessoais”.

Durante a discussão sobre o caso, Tarlov classificou os comentários de Limbaugh como homofobia e estranhou alguém com o histórico do radialista criticar a família dos outros:

“Você vê um casal amoroso e monogâmico como Pete Buttigieg e Chasten, seu marido, mostrando o que é possível, que alguém que está em um relacionamento do mesmo sexo pode estar concorrendo à presidência e fazendo o mesmo. E então eles são demolidos por Rush Limbaugh, que foi casado quatro vezes, eu acho. Temos Donald Trump também, três vezes casado, traiu todas essas esposas”.

Foi durante esse último comentário que Smith interveio e falou para não trazerem “relacionamentos pessoais” à discussão, passando a ler o discurso preconceituoso de Limbaugh justamente na parte em que ele falava sobre o casamento de Buttigieg.

VEJA TAMBÉM:  Peru é considerado "responsável" por estupro e tortura de mulheres trans sob custódia

A interrupção desconcertante de Smith sugere que é perfeitamente aceitável discutir e dissecar o relacionamento de uma pessoa gay, mas aparentemente o mesmo não se aplica a um homem heterossexual, por maiores que sejam os erros cometidos por ele.

Matéria feita com informações do site PinkNews.