Ralph Northam, governador do Estado norte americano da Virgínia, assinou a Lei de Valores da Virgínia na última sexta-feira, tornando o Estado o primeiro no sul do Estados Unidos a aprovar uma lei que protege as pessoas LGBT+ de discriminação.

O projeto, aprovado pelo legislativo estadual no início deste ano, acrescenta orientação sexual e identidade de gênero às leis atuais de direitos civis que proíbem a discriminação no emprego, moradia e crédito.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Estamos construindo uma comunidade inclusiva, onde há oportunidades e tratamento justo para todos. Os LGBTQs da Virgínia não terão mais medo de serem demitidos, despejados ou de serem negados serviços em locais públicos por causa de quem são”.

Em novembro, os democratas assumiram o controle da legislatura do Estado da Virgínia pela primeira vez em 26 anos, permitindo à Assembléia Geral do Estado aprovar projetos de lei que legisladores republicanos bloquearam por décadas.

VEJA TAMBÉM:  Citigroup, Banco Alemão e Goldman Sachs também anunciam boicote a Brunei

A Virgínia se tornou o primeiro Estado do Sul Norte Americano a proibir a terapia de conversão para menores. Esse tipo de terapia é o nome de qualquer prática que tente mudar a orientação sexual ou a identidade de gênero de uma pessoa e se opõe às organizações de saúde mental. A terapia de conversão “envia a mensagem prejudicial de que há algo errado com quem você é”, disse Northam quando assinou a lei.

Vários outros projetos LGBTQ também estão sendo trabalhados na legislatura estadual e foram aprovados pelo senado estadual em janeiro.

Um dos projetos de lei exigiria que as escolas fornecessem os cartões de identificação adequados para os estudantes trans e os permitissem usar o banheiro apropriado. Outro facilitaria aos residentes trans atualizar o nome e corrigir o marcador de gênero em suas certidões de nascimento. Outra proposta removeria a proibição estatal da igualdade de casamento da constituição.

VEJA TAMBÉM:  Porto Rico exclui proteção a cidadãos LGBT+ no novo Código Civil

A lei de direitos civis que o governador Ralph Northam assinou entra em vigor a partir do dia 1º de julho.

Foto: Unsplash/ NeOnbrand