No último dia 30 de março, a ALESP (Assembleia Legislativa de SP) aprovou quase por unanimidade um projeto de lei que reduz salários e verbas dos deputados e destina a economia às vítimas do Covid-19.

Quase por unanimidade porque o ÚNICO voto contrário foi do deputado Douglas Garcia (PSL). Pra quem não se lembra, Douglas Garcia é aquele deputado estadual bolsonarista que se diz anti-movimento LGBT e anti-movimento negro e foi tirado do armário após sofrer ameaças de ter sua sexualidade exposta por ter sido extremamente transfóbico e agressivo ao criticar mulheres trans, quando disse que “tiraria no braço se visse alguma mulher trans ocupando banheiro feminino”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Na época, ele comprou uma briga e tanto com a deputada – e mulher trans – Érica Malunguinho, que obteve apoio de maioria da casa que penalizou o deputado transfóbico.

VEJA TAMBÉM:  Deputada Erica Malunguinho pede cassação de deputado gay transfóbico Douglas Garcia

Com a nova medida aprovada, que Douglas foi o único deputado contra, mais de R$ 320 milhões de reais deixarão de ir para os salários e mimos dos deputados, para auxiliar as vítimas do coronavírus no Estado de SP.

Após a péssima repercussão de seu voto, sendo o único contra, Douglas foi se justificar em entrevista à revista Veja, dizendo que não é contra o auxílio às vítimas e nem redução de salário, mas sim questionou a maneira como isso será feito.

Segundo informações também divulgadas pelo portal Observatório, Douglas tentou se explicar: “Já tinha anunciado uma emenda explicando que eu aceitaria essa redução desde que esse dinheiro fosse para a saúde direto, por indicação”, afirma. A emenda da qual o deputado fala é a de número 124, que foi elaborada pela bancada do PSL após apresentação do projeto pela Mesa Diretora no dia 23 de abril.

VEJA TAMBÉM:  Em vídeo, influenciador LGBT confronta deputado gay homofóbico e transfóbico

No texto do parlamentar líder do governo na Assembleia, o deputado Carlão Pignatari (abaixo), ele explica que, diferentemente do que diz o deputado do PSL, o valor será transferido para uma conta específica, usada exclusivamente em ações ao combate da doença e afirma que Douglas Garcia simplesmente “se negou a reduzir o seu salário para ajudar a salvar vidas na luta contra o coronavírus”.

Leia o texto de Carlão Pignatari sobre Douglas abaixo na íntegra:

“O deputado Douglas Garcia, um parlamentar que eu respeito na Alesp, foi o único parlamentar que se negou a reduzir o seu salário para ajudar a salvar vidas na luta contra o coronavírus.

Lamentável que um homem público pense somente nos seus benefícios pessoais quando toda a sociedade, principalmente os mais pobres, precisam tanto de gestos de solidariedade e grandeza dos seus representantes.

O ato demonstra alto grau de insensibilidade e um egoísmo que destoa dos outros 86 Deputados que votaram pela redução salarial de 30% neste momento de grave crise.

De maneira mesquinha, Garcia foi contra até mesmo os seus próprios colegas de partido que em peso votaram a favor do projeto, demonstrando individualismo e indiferença deplorável em relação àqueles que o elegeram.

Com a aprovação da medida, serão economizados R$ 320 milhões dos cofres públicos que serão transferidos para uma conta específica, usada exclusivamente em ações ao combate da doença. A população de São Paulo pôde contar com a Casa do povo, mas o povo infelizmente não pode contar com o Deputado Douglas Garcia”.

Fonte: Veja

VEJA TAMBÉM:  Trans ocupam banheiro feminino da Assembleia Legislativa de SP contra deputado transfóbico
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).